terça-feira, 3 de maio de 2016

Uma nova experiência

Boa Noite queridos,


Nesse mês de maio faz 01 ano do meu diagnóstico de herpes genital. Quando descobri confesso que foi uma barra, por muitos motivos que não vêm ao caso, o fato é que ano passado foi um ano de muito sofrimento no âmbito pessoal, fim de um relacionamento que eu desejei que fosse para sempre, depois disso tive crises frequentes de herpes, fiz terapia com psicóloga, fiz uso de vários medicamentos para melhorar a imunidade, fui a vários médicos, foram momentos de culpa, cobranças e até um certo desespero, acho que muitos de vocês entendem o que estou falando não é?

O fato é que de depois de um ano as crises ficaram menos recorrentes, mas ainda ocorrem ao menos uma por mês, sempre no meu período menstrual, mas acreditem já foi bem pior. Sei que depois de tantas coisas e de algum tempo aconteceu algo de positivo: Conheci uma pessoa, que teoricamente não tem o vírus, falo teoricamente por saber que ele pode até ter, mas nunca ter desenvolvido. Essa é a primeira vez pós-diagnóstico que me vejo diante de uma nova relação, e vejo também o quanto é difícil lidar com isso. Eu queria muito ter conhecido alguém que também tivesse Herpes porque eu acho que facilitaria muita coisa, foi por isso que criei esse espaço, e na verdade eu continuo pensando assim, porém me sinto feliz por essa nova experiência.

Com ela pude vê que não é tão simples falar para o parceiro, como não foi. E mesmo tomando todos os cuidados, ainda me aflige muito a remota possibilidade de transmitir Herpes para alguém.

O lado bom foi que eu voltei a ter mais confiança em mim, eu acho que a Herpes muitas vezes mexe com nossa estima, com medos interiores que nos fazem acreditar que a vida pessoal irá se estagnar. Conhecer essa pessoa me fez vê que eu estava errada, mas também me mostrou que de certa forma existem coisas que mudaram para sempre.

E o mais importante foi entender que essa relação pode até acabar no entanto ela serviu para me mostrar que eu estou aqui, viva e pronta para deixar os medos do passado realmente no passado e viver meu presente com mais segurança, sozinha ou com alguém.

Quem sabe alguém queira falar aqui de alguma relação vivida depois da Herpes? Eu adoraria, fico feliz com a participação de vocês.

Beijos a todos,

 

Maria Flor

 

mariaflor231@gmail.com

166 comentários:

  1. Olá Maria, Eu fui contaminada pelo meu parceiro, mas tiver apenas duas crises ao londo 2 anos... A primeira bem forte, a segunda mais amena e graças a Deus nunca mais. Mas tenho medo de me relacionar com outra pessoa... Pior é que eu era do tipo que fazia exames pra fazer sexo sem camisinha, e veja só a ironia... peguei com meu parceiro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigada por sua participação, ela é muito importante para mim. Acho que em um determinado momento da vida nos sentimos preparadas para uma nova relação, acredito que você também chegará a ela. Não se culpe, tudo acontece no tempo certo. Bjos

      Excluir
    2. Nossa! Vc descreveu tudo o que sinto. Os medos e o desejo de conhecer alguém que já tenha. Enfim, sempre quis conhecer alguealguém que tivesse para trocar informações.

      Excluir
    3. Oi maria fui contaminado a uns 6 anos atrais. Quando o vírus nao está esposto ele nao transmite hoje em dia ja sou casado e tenho um filho

      Excluir
    4. Tive o diagnóstico em maio de 2017. E caiu como uma bomba.
      Ouvir, isso não tem cura. Na minha primeira crise, eu não tive febre alta.foi como se eu estivesse gripada porém algo muito fraco.
      Ja a parte genital coçava muito, úlceras e etc. Fui na emergência é a médica me encaminhou para um centro especializado em dst e hiv.
      E recebi a notícia. Depois fiz outros exames. Não tenho hiv.. nem sifilis. Entre outros. Somente a herpes.
      Tomei aciclovir durante 7 dias.
      Mas na volta dessa consulta fiquei muito mal. Não conseguia andar direito. As minhas duas primeiras foram horríveis. Tenho frequentes crises.. bem leves.
      Meu lado psicológico fica oscilando. Uma hora estou bem vivendo normal e em outra me sinto um lixo.
      Esse tipo de doença é um tabu e todos julgam como prostituta..piranha. puta. Que da pra todo mundo.
      No meu caso, o meu ficante tinha e não falou nada. E nos conhecemos ha muito tempo.
      Ganhei isso em um sexo.oral.
      As pessoas tem essa mania de transar com camisinha porém na hora do.oral não se protegem.
      Ele não tinha nada exposto.
      Minha vida sexual acabou. O medo de passar isso pra mais alguém é gigante.
      Ainda mais agora que eu conheci uma pessoa mto . especial.
      Sozinha ha meses. Ja nos beijamos mas nunca transamos.
      A dificuldade para contar é enorme!
      Muito triste em pensar que eu estava bem e hoje convivo com isso.
      Sim é uma doença muito triste.
      Não pode receber sexo oral.
      Estou muito triste hoje.
      Muito difícil pra mim. Muito mesmo

      Excluir
    5. Olá, fui contaminada pelo meu ex com o qual perdi a virgindade com 25 anos. Achei que tivesse me cortado com gilete na região íntima e tinha dado inflamação e alergia. Enfim tratei com cicatrizantes na época. A segunda crise veio mais de 2 anos depois e tive diagnóstico pela ginecologista porém no exame de sangue deu negativo. Enfim tive mais umas crises geralmente no início da menstruação quando passei uma tpm dos diabos. É a primeira vez que leio um blogue com depoimentos. Eu não sabia que meu parceiro pode ser contaminado fora de uma crise, ter que usar a camisinha para o resto da vida me deixa péssima. Sempre pensei que se eu estivesse sem crise e com a imunidade alta ela não seria transmitida. E baseada nessa informação já devo ter passado para 3 homens que namorei e não usei camisinha. Pois é fato gente não aparece no exame o único jeito de aparecer é durante a crise e eu não espero pra fazer exame já tomou logo valtrex que melhora bastante. Tenho de 2 a 3 crises por ano. Fazem 6 años que fui infectada. Vou ter que falar para meu namorado ainda não trancamos sem camisinha e ele pediu meus exames e trará os dele para começarmos a transar sem preservativo. Em uma dessas já era. Sei lá nem sei o que pensar, evitó pensar, mas essa semana vou procurar outros médicos pra ajudar nisso estou com dúvidas abafadas a anos sobre isso. Obrigada a criadora do blog e a todos os depoimentos.

      Excluir
  2. Boa noite..me chamo Natally, tenho 19 anos....descobrir mês passado (Abril) que contrair herpes genital...ninguém sabe além de mim(isso mesmo,não procurei médico ainda) ...fiz exame em um laboratório..obtive o diagnóstico e busquei na internet todos os tipos de tratamentos possíveis....tô na 2° crise q até então são bem leves..só tenho feridinhas e pequenas bolhas na região genital....fiquei sem chão quando descobrir..ainda é muito difícil aceitar...as vezes fico de boa, tranquila por conhecer a doença o suficiente para saber formas de tentar controlá-la..porém tem momentos em que fico em desespero..choro pensando em como isso vai interferir para sempre na minha vida...porém tenho muita fé em Deus e não vejo como um castigo e sim que tenho que tirar uma lição para ser uma pessoa melhor...bom...como ja mencionei estou solitária nesse momento difícil..não tenho coragem de falar para ninguém e queria trocar informações com pessoas que passam pelo mesmo problema...deixo abaixo meu e-mail..quem se interessar em fazer amizade aguardo contato...muito obrigada!!!
    natally_sousa@outlook.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natally, que bom que você deixou seu email de contato, essa foi a idéia principal de quando esse blog foi criado. Eu lhe aconselho a procurar um infectologista para ser acompanhada melhor. Sei o quanto a Herpes nos atormenta, eu também ainda tenho meus dias difíceis. Mas tenha calma, as angústias com o tempo também se acalmam. Continue nos acompanhando e fique bem. Bj

      Excluir
    2. Oi tudo bem natally ... passo meu whats 85 985019060 para trocarmos experiencias !

      Excluir
    3. Oi bom dia natalli eu sei que um pouco déficio agente lida com isso porque eu estou passando po esso mas saiba de um coisa que o senhor jesus vai nos cura pode ter se tersa mas se mas se quiser com vessa eu tenho meu zap 985799238

      Excluir
    4. Sabe acabei de descobrir que tenho é sincera mente estou me achando uma inútil não consigo nem me olhar no espelho,q já choro. Uma coisa que eu devia ter evitado mas não evitei tô desepsionada comigo mesma

      Excluir
  3. Olá Maria.Descobri que tenho a doença há 4 meses,e desde então tenho crises semanais. Tento manter a calma, mas é dificil. E desde então não tive mais relações. Faço terapia, mas tenho medo justamente de ser rejeitada, julgada. Fico muito feliz, quando leio relatos de pessoas, que encontraram um parceiro que aceitou essa doença. Pois não é só de alegria que tem um relacionamento, e também de momentos delicados, como esse. Desejo toda sorte no mundo para vc. E rezo todos os dias , que eu também encontre um parceiro que me ame nas horas felizes e também nas horas tristes. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, fiquei muito feliz com a sua participação no nosso blog e obrigada pelos votos de felicidade. Eu não vou dizer que trazer a questão da Herpes para dentro de uma relação seja algo simples pois não é. Mas temos que ter consciência que nossa vida não para por isso. Eu lhe desejo também muita paz e felicidade, que surja alguém na sua vida que lhe faça bem. Continue acompanhando nosso blog. Bjos

      Excluir
  4. Boa noite acho que já fazem 3 anos que sofro com esse vírus e a cada crise tenho vontade de morrer. Não me imagino contando isso pra um parceiro é com certeza a barra mais difícil a ser encarada na vida. Ainda mais quando leio sobre é vejo a possibilidade de mulheres sofrerem abortos espontâneos ou transmitirem a herpes para o bebê, eu que tanto sonho em um dia ser mãe o aperto no coração é muito grande. Não tive coragem de me abrir com ngm sobre isso somente com a médica ginecologista. Estou apaixonada por uma pessoa e não consigo contar mas meu mundo irá desmoronar se eu transmitir pra ele. Ou pra qlq outro alguém que eu me relacione futuramente
    Sei que não estou sozinha nesse barco e rezo todos os dias pra que Deus ajude o homem encontrar a cura pra esse vírus.
    Bom é isso galera força pra nós

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como e, mais vi um vivíd de um dr na tv recorR que disse que quando a mae já tem não passa na gestação para o bb, só passa se pegar durante a gestação.

      Excluir
  5. Boa noite acho que já fazem 3 anos que sofro com esse vírus e a cada crise tenho vontade de morrer. Não me imagino contando isso pra um parceiro é com certeza a barra mais difícil a ser encarada na vida. Ainda mais quando leio sobre é vejo a possibilidade de mulheres sofrerem abortos espontâneos ou transmitirem a herpes para o bebê, eu que tanto sonho em um dia ser mãe o aperto no coração é muito grande. Não tive coragem de me abrir com ngm sobre isso somente com a médica ginecologista. Estou apaixonada por uma pessoa e não consigo contar mas meu mundo irá desmoronar se eu transmitir pra ele. Ou pra qlq outro alguém que eu me relacione futuramente
    Sei que não estou sozinha nesse barco e rezo todos os dias pra que Deus ajude o homem encontrar a cura pra esse vírus.
    Bom é isso galera força pra nós

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida.
      Não pense dessa forma. Tenho o vírus da herpes a 6 anos, no início também tive esse medo por conta da maternidade, ,mas os riscos são maiores quando a doença é contraida na gravidez. Fora isso, existe o controle. O único cuidado é você não optar pelo parto normal.
      Fica na paz e que Deus lhe abençoe.

      Excluir
  6. Boa noite, tenho 29 anos, pós graduada, mulher independente, socialmente bem vista, "popular" pela minha beleza. Fui casada e depois que separei, fiz sexo sem camisinha com outros parceiros. Há quase 1 ano contraí herpes genital. No começo foi bem crítico, pois as crises apareceram constantemente, ainda mais que estava muito aflita com a situação. Contei à minha ginecologista, porém, nenhuma novidade. Só disse que não tem cura, passou aciclovir pomada e comprimido. A pomada PENVIR está sendo o melhor pra mim. Mês passado apareceu nas nádegas, logo passei o PENVIR, no outro dia tinha desaparecido (com a ajuda de me concentrar a relaxar). Percebo que ansiedade e estresse só pioram o aparecimento. Porém, antes da menstruação também, quase sempre aparece. Quando aparece, geralmente é só 1 bolinha... aí já passo a pomada pra não aumentar, deve ser por isso que não multiplica. Antes de aparecer, geralmente dói o músculo dos glúteos, pernas (de um lado apenas). Fui no dermatologista, recomendou tomar ENAX. Fiz o uso, porém não continuei. Tentarei tomar continuadamente para ver se é eficaz. Estou fugindo de relacionamentos também. Rezo para que descubra alguma cura para tal doença. Se quiserem conversar, trocar experiências> sfeliz86@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite.. Achei legal seu depoimento, obrigada por sua participação. Eu já fiz uso de muita coisa, enax, lisina, penvir, Valtrex, aciclovir, vitamina C, tudo isso com indicação médica, fui ao infectologista, dermatologista e Ginecologista. O que eu posso dizer é que não vi surgir nada de excepcional com o uso desses medicamentos. O que um dos meus médicos me disse foi que eu tivesse paciência que meu organismo iria se "acostumar" com o vírus e as crises iriam diminuir. Após 01 ano do diagnóstico continuo com no mínimo duas crises no mês. No momento estou em uma relação mas em TODAS as relações usamos preservativo e para ser sincera mesmo assim ainda me preocupo com ele, não admito expor ninguém a esse vírus. O fato é que todos nós aguardamos o surgimento de algo mais concreto na área de tratamento e quem sabe a tão desejada cura. Obrigada por sua participação e continue nos acompanhando. E legal você deixar seu email, esse foi o intuito do blog ter sido criado. Abraço

      Excluir
    2. Whats 85 985019050 para trocarmos experiencias

      Excluir
  7. Peguei o vírus em abril.. o meu ex, que eu tava ficando, simplesmente insinuou que eu tivesse pego de outra pessoa, sendo que não dormia com ninguém há meses e todos os médicos que fui afirmaram que peguei dele (pq a crise foi muuito forte, durou mais de 1 mês, vários sintomas sistêmicos, retenção urinaria, não conseguia andar.. então deduziram que eu nunca tinha entrado em contato com o vírus e, portanto, não tinha anticorpos).
    há umas semanas eu fui em uma festa, bebi todas e fiquei com um cara.. acabei contando tudo que tinha acontecido, e adivinha? ele não deu a menor bola.. disse que isso não era grande coisa, que a culpa não era minha..
    Enfim.. apesar de não ter tido coragem ainda de dormir com ele.. deu pra ver que o medo da rejeição é maior do que a própria rejeição.. Agora é o medo de passar pra alguém que me deixa travada.. :/ acho que to tendo a primeira recidiva. que fase..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Tereza, obrigada por sua participação aqui no Blog e por compartilhar também sua experiência. Fico feliz por você estar se dando uma nova chance, e concordo quando você diz que o medo da rejeição é maior do que a rejeição propriamente dita. Não tenha pressa e viva cada coisa no seu tempo. Continue nos acompanhando. Abraço

      Excluir
    2. Meu nome é Laís tenho 16 anos peguei herpes genital do meu primeiro namorado, na verdade agora é ex descobri no mês de Novembro do ano passado, já faz uns 7 meses que estou solteira quando eu descobri foi um choque e tanto, ele não teve a intenção de passar para mim ele não sabia que tinha, me traiu porque foi um troco , porque vacilei com ele tb, me sinto muito sozinha ele ainda me ama diz ele, mais me abandonou quando mais precisei, ate então eu estava esquecendo ele,só que esses dias voltei a cnvs com ele, diz ele que me ama e tudo mais, Me diz se é possível sentir falta ou gostar de alguem que só te machucou? Minha ginecologista disse que se eu não tiver nenhuma crise durante 5 anos eu não vou ter mais, faz uns meses que não aparece em mim graças a Deus... Espero que achem a cura!!!

      Excluir
  8. O meu nome é Douglas, Tenho herpes labial ha 3 anos e contrai de uma forma muito inusitada, estava estudando em outra cidade e morava em uma republica masculina e tinha um companheiro de quarto aparentemente "saudável", dividíamos tudo e esse "tudo" geralmente era sempre as minhas coisas-(risos)- Um ano depois eu o vi com uma ferida grande na boca (parecia queimadura com bolhas), mas para mim o herpes era igual caviar sempre ouvir falar, porem nunca presenciei.

    Uma semana depois estava eu com a boca queimando e um vermelho bem no canto da boca, perfeitamente onde o copo encaixa. Tranquilo pensando ser uma boqueira-(micose)- fui ao medico infectologista e "SURPRESA" HERPES LABIAL.

    Meu mundo caiu por um simples motivo, era casado a 3 anos na época.
    Como explicar a pessoa mais importante do mundo que você contraiu isso? Chorei, briguei com o rapaz, fiquei uma semana sem ir a aula, só fui ao trabalho. Troquei de quarto e lavei tudo ate as meias, um mês depois o jovem que estava no quarto deste mesmo rapaz infectou-se.

    Minha esposa foi ate o local viu o quarto e la confirmou que eu não mentia. O tempo passou e minha esposa nunca contraiu tal infelicidade, não deixo de olhar-me no espelho um dia para verificar qualquer alteração labial, porque amo-a e não deixaria nenhum ser humano ser contaminado por negligencia de minha parte.

    Somos muito felizes, ativos sexualmente, mas esse fardo sempre me persegue e fico muito triste quando tenho recidiva, Hoje por exemplo. Deixo aqui minha experiência e não tenha medo em falar a verdade para seu parceiro, mas explique de forma categórica as formas de prevenção contra vírus, períodos que tenha que ficar "ausente" da relação...

    Se a pessoa gostar mesmo de você com certeza ela pode ate ficar com um pouco de medo, porem deixe claro para pessoa que você tem um enorme sentimento por ela e que esse sentimento faz você querer o bem estar e segurança da mesma. Faça tudo com moderação, certifique que é o momento "certo" para falar.

    Essa foi minha experiencia e com certeza eu mudei com amplitude qualquer tipo de pensamento sobre tudo, encontro a cada dia de tristeza como a recidiva de hoje um tempo exclusivo para refletir o porquê não fiz melhor? e devo fazer intensamente quando estou "bem".

    Um grande abraço de seu "amigo"!.
    Douglas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Douglas, obrigada por sua participação e seu testemunho no Blog, achei bem legal você nos contar como sua vida seguiu apesar do diagnóstico. Imagino que ter sua esposa ao seu lado com certeza foi algo muito importante durante esse período mais difícil. Continue nos acompanhando. Abraços

      Excluir
    2. Olá Douglas, estou vendo a possibilidade de entrar num relacionamento, porém, a pessoa ter herpes labial, eu não fiz nenhum exame para saber se tenho tb (ou seja, posso ter mas está adormecida), com sua experiência como devo me relacionar de forma natural sem pegar? (claro, imaginando que eu não tenha).

      Excluir
  9. Oi gente, me chamo alana, tenho 20 anos e descobri que tô com herpes genital nessa segunda feira, dia 27/06/16. Tô mto abalada, tô na minha primeira crise, tá difícil pra sentar, andar de pernas fechadas, fui na ginecologista segunda, ela me passou Penvir pomada, e comprimido, e uma espécie de vitamina PRA minha imunidade não baixar, tô com tantas dúvidas, não sei se posso comer algumas coisas, cortei chocolate,amendoim li algo falando que piorava, não tô tomando nem café, tá cheio de bolhas, tá ardendo pra urinar! Tava me sentindo suja, hoje acordei melhor, coloquei na minha cabeça que chorar agr só piora. Eu peguei assim, ficava com um cara há 3 meses trancamos diversas vezes sem camisinha e com tbm, tinha feito exame antes,mas não tinha aparecido nada, aí viajamos e eu bebi mto, nem lembro como paramos de transar, no outro dia minha menstruação desceu, foi normal até acabar, até que comecei a achar que estava ficando gripada. Pensei que fosse algo comum por conta do clima, fds chegou, eu sair PRa beber com os amigos, no outro dia amanheci com a " gripe" pior! Vi uma bolinha na virilha e achei que era pelo encravado por conta de eu ter me depilado um dia antes, tomei sol no dia, ( a médica disse que foi o pior junto com a depilação). Avisei o cara que eu ficava, e fomos segunda de manhã na ginecologista quando tive o resultado. Ele tá tomando remédio tbm, tá custeando todos os meus remédios, me leva para a faculdade todos os dias e me busca, leva comida, tô sem fome, mas ele insiste desde de entao! Não quero mais ficar com ele, isso me trás um preso tremendo, não contei pra minha mãe, nem vou! Contei pra duas amigas e minha irmã! Tô com medo de ser rejeitada nos próximos relacionamentos! Eu queria muito voltar com o meu ex, a gente até tava conversando antes de eu descobrir e agr eu tenho medo da reação dele se eu contar! Tenho medo de tudo! De ter outras crises assim! Dói pra lavar no banho, toda vez é tortura e eu só quero chorar! Me ajudem! Preciso conversar com pessoas que tenham tbm, tô me sentindo muito burra, por sempre ter escutado a vida inteira em me cuidar!!! Meu email: medvetcosta@outlook.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alana, querida, boa noite !
      Então, eu imagino o quanto está sendo difícil pra vc também, pra mim foi difícil tb, pois era uma tortura, mas hoje estou bem melhor ! Graças a Deus ! após o diagnóstico não me abalei psicologicamente, mas fiquei assustada pq nunca imaginei que aconteceria isso cmg, já que eu tinha um relacionamento sério ... mera ilusão ! Os meus pais sabem que contraí e me ajudaram muito na vdd. Quanto a depilação da região, aconselho a vc não mais depilar, pois quando depilamos os poros ficam abertos proporcionando a entrada de bactérias e assim ocasionando o surgimento de novas crises. Já percebi que qdo depilava, no dia seguinte aparecia a bolinha. Conversei com minha médica e ela me indicou a parar de depilar ... hoje, eu só aparo com a tesoura mesmo.
      Se precisar de ajuda ou orientações, entre em contato comigo pelo e-mail karla.psi.eb@gmail.com

      Bjos de luz !!!

      Excluir
  10. Oi Alana, que bom que você deixou seu depoimento. Mas querida pare de se culpar, de se achar suja, eu mais do que qualquer pessoa sei das dores, da "revolta" inicial, de todos os problemas que surgem junto com a Herpes, mas acredite, a vida não para por conta disso, a Herpes de certa forma esta mais presente entre as pessoas do que se imagina, e outra o fator psicológico também pode jogar sua imunidade lá para baixo. Acho que o importante você fez que foi buscar ajuda médica. Tenha calma, as coisas irão melhorar, tenho certeza. Abraços querida e continue nos acompanhando.

    ResponderExcluir
  11. Oi Maria, Alana aqui novamente! Agora mais calma, as feridas estão cicatrizando e a dor diminuiu! Tô morrendo de medo de voltar logo... :( queria saber se as suas crises foram iguais a primeira? E tenho uma grande dúvida, tô tomando aciclovir,tenho que parar de tomá-lo quando a crise acabar? Ou tenho q tomar todos da caixinha? Minha ginecologista disse pra eu tomar 5 dias e depois parar durante 8 dias e voltar a tomar por mais 5 dias, mas hj já foram 5 dias e a crise ainda não acabou, será que devo parar de tomar msm assim?

    ResponderExcluir
  12. Oi Alana, que bom que você está mais calma e melhorando. Normalmente as crises seguintes são menos intensas, isso é com os sintomas mais leves, apesar de não ser uma regra exata, no meu caso a crise mais forte foi a primeira mesmo. Quanto ao medicamento há profissionais que passam só durante as crises, mas eu já fiz também um por seis meses para tentar diminuir o número dessas reincidências. Mas lembrando sempre que isso vai de acordo com a orientação médica. Tente melhorar sua alimentação, tomar alguma vitamina que melhore sua imunidade é melhore sua auto estima, acredito que se fizer isso suae crises serão menos frequente. Continue nos acompanhando. Fique bem. Bjos

    ResponderExcluir
  13. """"""""" Gente alguém tem informações sobre a vacina contra a herpes que chegou ao Brasil ??????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha médica ginecologista me indicou a tomá-la,porém ainda não fiz isso.

      Excluir
    2. tema apenas para a Zooster . tipo 1 e 2 ainda nao tem vacina

      Excluir
  14. Boa noite. Não vi nada a respeito. Qualquer informação postarei aqui. Continue nos acompanhando. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou me tratando com ascaridil 150 mg tomei dois comprimidos na semana passada ,daí essa semana tive uma crise e a bolsinha cicatrizou em um dia.

      Excluir
  15. O herpes seja qual for é controlável. É como a gripe. Pare de pensar nele. Viva tranquilo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sua participação e continue nos acompanhando. Abraços

      Excluir
    2. Obrigada por sua participação e continue nos acompanhando. Abraços

      Excluir
  16. Galera..até Fernanda Gentil tem herpes...é mais comum do que pensamos...Óbvio que ninguém gostaria de ter...mas eiii...Levante essa cabeça!!!Não deixa seus próprios pensamentos arrasarem sua vida!!Se o lado sentimental pegar...vai pra outro lado...Vamos fazer caridade...ajudar o próximo...nos aproximar de Deus...E vai dar tudo certo...Vamod focar em outras coisas!!!Pedi a Deus perdão pelo erros e que ele nos aceite assim...E vamos nos aceitar...Pensa q até a Fernanda Gentil temmmm!!!!Bora viver!!!Parar de ficar só pensando nisso!!Deus sabe de todas as coisas!!!

    ResponderExcluir
  17. Obrigada por sua participação. Continue nos acompanhando. Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi pessoal tive esse problema no começo do ano, fiquei muito assustada, to tentando não desanimar, não consigo me aproximar de ninguém por medo de ser rejeitada ou acabar passando, meu email pra quem quiser conversar larifah@bol.com.br

    ResponderExcluir
  19. DIAGNÓSTICO
    Há um ano precisamente fui diagnosticada com Herpes Genital e HPV. Contraí o vírus através de meu ex-namorado que negou até a morte que não tinha a doença, quando o comuniquei que ele era o portador e tinha que se tratar, afinal também me preocupei com ele. Após o diagnóstico fiquei meio assustada, mas isso não me abalou psicologicamente (acho que é devido a um histórico de uma doença genética autoimune na qual também sou portadora) . . . acho que aqui já dá pra imaginar o quanto sofri, né mesmo? Pois quem tem herpes sabe que é preciso estar com a resistência baixa para o surgimento de novas crises. No início foi sofrido, mas com o passar do tempo as crises foram ficando espaçadas, e durante meu período menstrual elas de vez em quando aparecem. Meu tratamento da herpes é apenas a base de Aciclovir, Redoxon Zinco (que aumenta a imunidade), alimentação saudável e higiene. Sou acompanhada por uma ginecologista e por um mastologista de 6 em 6 meses para saber como estou. Minha médica me indicou tomar a vacina contra a herpes mesmo já ter contraído o vírus. Não gosto de dizer que estou contaminada, pois acho esta palavra muito pejorativa. Contaminado é atribuído a algo sujo e suja é que não sou! Sou humana, sou filha, sou irmã, tenho sentimentos, sou normal, posso casar, ter filhos, fazer amor, possuo erros e qualidades como todas pessoas têm. Portanto, não sou diferente de ninguém, apenas umas particularidades que podem ser muito bem resolvidas, a começar por mim mesmo! Também fiz tratamento para o HPV, mas como sabem, também não tem cura! Tomei as quatro doses da vacina e por conta delas que ainda não tomei contra herpes, pois gastei muito e elas entraram na fila da prioridade.
    RELACIONAMENTOS
    Se você conheceu uma pessoa legal e está vendo que o relacionamento está ficando sério e os sentimentos são recíprocos, não hesite em contar a verdade a ele! A verdade liberta, a sinceridade alivia e o futuro encaminha o curso da vida. Ele merece a verdade e você deve esta verdade a ele, já que também há interesse. Imagine que terrível seria se ele descobrisse quando já estivessem envolvido demais. Eu sempre penso no outro antes de pensar em mim e é claro que estarei gostando dele tanto quanto ele de mim. Se você contar e ver que ele caiu fora, gata . . . parte pra outra. Não era ele ainda o seu crush ! Quem ama ou no mínimo gosta, vai te entender, aceitar do jeito que você é e principalmente te respeitar . . . acredite, experiência própria! Agora atenção ! Não é pra qualquer boy magia que você conhecer ou se encantar que você irá sair contando a verdade, sabedoria, né, gata?! Não tenho medo de me relacionar, ao contrário, ainda estou em busca de meu crush, minha única preocupação é apenas na maneira como contar a verdade a ele, mas terei de contar! Ter a aceitação do outro é ter o consentimento, é ter a liberdade de ser amada, porque eu tenho este direito de amar e ser amada, não posso viver o resto de minha vida aprisionada em meus medos e sombras, é preciso seguir adiante.
    O QUE APRENDI
    A Herpes e o HPV me ensinaram muitas coisas. Primeiro, que amar não é pecado, segundo, que você nunca sabe se a pessoa com quem você está é confiável mesmo que não tenha a intensão de transmitir o vírus, mas que a vida e as nossas escolhas nos preparam muitas surpresas! Terceiro, nunca vá pelo rosto bonitinho ou de aparência atraente. Quarto, a pessoa na qual estiver com você vai te amar e principalmente respeitar. Respeitar o seu momento e os de suas crises e com isso, o casal crescerá juntos. Nesta vida não há mistérios, nós que a complicamos. Lembre-se, a vida tem a cor que você pinta! Você mesmo quem torna seus dias melhores, então sugiro a você pensar, refletir, desfrutar cada momento de sua dor e depois a descarte e siga em frente.
    Se você quiser trocar ideias comigo, meu nome é Karla, tenho 33 anos e meu e-mail para contato é karla.psi.eb@gmailcom
    Abs a todos e muitos beijos de luz !!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc poderia comentar mais sobre a vacina? Nome, custo e o q oferece para quem tem e para quem nao tem o virus?

      P.s. achei mto legal seu jeito de encarar as coisas!

      Excluir
    2. Olá Karla, bom dia!
      Vi seu depoimento num blog sobre herpes e namoro. Sofro de herpes genital há um tempo, não sei precisar exatamente quanto tempo, pois eu confundia as bolhas com pêlos inflamados, as fissuras com assaduras, etc. Até que durante uma crise me consultei com ginecologista e tive o diagnóstico. Tenho crises praticamente todo o mês perto da menstruação. Estou precisando trocar ideias com quem passa pela mesma situação. PS: Não consigo lhe enviar e-mail, dá erro.
      Obg pela atenção xará rs.

      Excluir
    3. Olá Karla, bom dia!
      Vi seu depoimento num blog sobre herpes e namoro. Sofro de herpes genital há um tempo, não sei precisar exatamente quanto tempo, pois eu confundia as bolhas com pêlos inflamados, as fissuras com assaduras, etc. Até que durante uma crise me consultei com ginecologista e tive o diagnóstico. Tenho crises praticamente todo o mês perto da menstruação. Estou precisando trocar ideias com quem passa pela mesma situação.
      Obg pela atenção.

      Excluir
    4. Oi esse tbm é meu caso estou usando ascaridil 150 dois comprimidos por semana durante 2 meses depois descansa , tive uma crise essa semana mas a bolhinhA sumiu no outro e estou na primeira semana do tratamento

      Excluir
    5. Como faz o uso desse medicamento , eu não entendi. São 2 por dia e tomar 2 meses seguidos . ???

      Excluir
  20. Oi Maria,
    fiquei muito feliz em achar seu blog. Sempre que procuro informações no google sobre pessoas com herpes, só acho homens falando sobre.
    Eu tenho 18 anos e descobri ter herpes genital no inicio de setembro desse ano.
    Nos primeiros dias eu não conseguia dormir direito, tinha pesadelos e quando acordava pela manhã eu pensava "Por que eu acordei? Por que eu, uma garota feliz, tão nova e sempre bem cuidada tive que ter essa doença?". Eu peguei ela de um garoto que eu estava ficando, estava iludida achando que iria namorar ele. Mas do nada nós nunca mais nos falamos e apareceu o surto. Eu estava até pensando em correr atras dele, fazer de tudo para namorarmos para eu nao ter dificuldades em conhecer um novo garoto que me aceitasse assim. Mas acabou que to na minha, tentando viver feliz sozinha.
    Mas eu quero namorar um dia, ver como é ser feliz ao lado de um garoto.
    Eu me pergunto todos os dias se alguém vai me aceitar assim. Se o amor vai existir pra mim. Eu aceitaria um garoto com herpes. Mas pq sou muito cabeça aberta talvez? Tenho medo do futuro. Eu de repente me exclui da vida social e meus amigos não entendem pq nunca irei contar o que aconteceu.
    Eu nunca mais poderei fazer sexo sem camisinha? Um garoto não pode fazer sexo oral em mim mesmo sem as bolhas? O que eu irei fazer na hora h? Puxar a cabeça dele e falar "não pode"?? é muito dificil pra mim mas tento me estressar o minimo possível pq quero que demore o 2 "surto".

    ResponderExcluir
  21. Oi querida, que bom então que você nos achou. Sei que nesse início são muitas dúvidas e que temos mais perguntas do que respostas. Olha acho que não vale a pena você querer se prender a esse cara, siga sua vida. Essa questão do sexo sem camisinha mesmo sem estar em crise é bem controvérsio, eu nunca mais transei sem camisinha, não posso correr o risco de contaminar alguém. E quando você achar que a pessoa merece sua confiança, abra o jogo, juntos vocês saberão como fazer. Continue nos acompanhando. Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi gente sou homem e eu tenho esse virus a quatro anos, só no inicio que eu fiquei muito para baixo, mas conversando com um amigo e ele me disse que o primeiro passo que eu tinha que fazer era sair da internet, parar de ficar vendo esses videos sobre herpes que só colocam a gente mais doido ainda e segundo passo aceitar que eu tenho o virus e saber viver com ele. Tive que mudar minha vida, passei a caminhar todos os dias, parei de me preocupar demais com as coisas, e se eu sentir qualquer sinalzinho que ele pode vir eu passo uma pomadinha aciclovir e pronto não tenho mais nada, já fazem 3 anos que não tenho crise mais e vivo muito bem... Um forte abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que em homens as crises sejam menos agrecivas pq sou mulher e minha crise foi terrível choro só de lembrar

      Excluir
    2. Oi queria falar q tbm Tenho essa doença e me sinto muito mal com isso��

      Excluir
    3. Admiro sua força de vontade !!

      Excluir
  23. Olá, meu nome é Tainá, faz quase um ano que contraí o vírus Herpes. Tive um relacionamento abusivo, com traições e etc, durou dois anos, acabei contraindo o HPV foi muito difícil, e passei por tudo "sozinha" com apenas meu pai me apoiando, sem me julgar, mas também não conversávamos muito sobre o assunto, tive apenas uma crise, fiz exames invasivos, queimagens, faz dois anos e nunca mais tive sinal (graças a Deus).
    Como válvula de escape entrei em outro relacionamento, e na primeira relação que tive, algo inesperado, aconteceu sem proteção, e para minha surpresa apenas uma semana depois dessa relação, lá estava eu de cama, tive febre quatro dias seguidos, não conseguia andar, sentar, tomar banho era uma tortura, sofria para me lavar, quase dois meses assim. E agora, geralmente, pelo menos dias vezes no mês tenho surtos, leves graças a Deus (uso aciclovir), depois disso pouco tempo depois terminei com ele, não sentia mais desejo por ele, nem gostava mais, principalmente por ele agir como se não tivesse sido ele que tivesse me causado isso. Agora, não consigo mais gostar realmente de alguém, e também não me sinto confiante para ter relações sexuais, mesmo com camisinha, mesmo sem lesões, sinto como se não fosse mais poder ter vida sexual ativa.

    ResponderExcluir
  24. Meu nome é Bruna, tenho 24 anos, e a uns 7 dias fui diagnosticada com herpes genital. Estou sem chão. Minha mãe me apóia muito, uma amiga de minha mãe também, que é enfermeira e me explicou que é possível ter uma vida normal. Mas às vezes penso que, antes tivesse acontecido algo que me matasse logo! O sofrimento é pra quem fica, mas pra quem morre não... E pensar que, no futuro se eu quiser ter uma pessoa, ela pode ter nojo de mim, receio de adquirir essa doença, e não querer nada comigo... Isso me corrói! Não estou conseguindo estudar, não consigo parar de chorar, estou definhando, sinto que estou sem forças. Na verdade, minha vontade, no momento, é de morrer, e acabar com isso de uma vez por todas!!

    ResponderExcluir
  25. Bom dia Bruna. Não se desespere assim querida, aos poucos vemos que apesar de todas as dificuldades a vida entra mesmo que lentamente nos eixos. Não deseje morrer pois a vida ainda lhe reserva coisas boas tenho certeza. Estamos aqui para nos ajudar. Paz e que Deus te proteja. Abraços

    ResponderExcluir
  26. Me sinto igual vc bruna fiquei muito mal confiando num cara q trabalhava comigo.um. Completo nojento. Eu fico pensando como Deus vai me perdoar. Somos templo do Espírito Santo. E como ele vai habitar em um corpo assim? Alguém q for cristão ajuda por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi gente boa noite então tenho essa maldita praga de vírus que é um verdadeiro tormento na minha vida eu eu estou com a crise no momento já faz quinze dias o vírus se replicou de uma tal maneira que tomou de conta de todo o órgão genital então os remédios como aciclovir não fez nem um efeito tomei duas caixas e passando tbm a pomo da é nada das malditas bolhas sumirem foi aí que eu decidir buscar medicina alternativa como os chás e tbm com copaiba sangue de dragao e tô comendo alho 2 vezes por dia tomando vitamina com passando gelo vou ver o que vai dar se sutil algum efeito daqui há alguns meses volto e falo pra vos por enquanto tenho que conviver com essa de graça no meu organismo eu não culpo ninguém culpo a mim mesmo por ter vacilado sem camisinha e.agora ex as consequências conviver com isso pra sempre se Deus não me cura .só digo uma coisa não gasto nem um centavo mais com remédios de farmácias pé eles não curam então vou apela pra medicina alternativa pra ver no que dar.

      Excluir
  27. Olá, tenho 18 anos e acabei de ser diagnosticada com herpes genital, minha primeira crise durou 12 dias, e então se passaram 4 dias, e lá estava eu de novo em outra crise. No momento que recebi a notícia parecia que o chão sumiu dos meus pés, e eu me vi um ser desprezível. Namoro só tive ele porém ele não apresentou sintomas. Eu estou me sentindo um lixo , sei lá, um ser nojento, minha vida é chorar, me remoer e fico louca em pensar em tranzar novamente, já estou a um mês sem sexo e não me sinto segura pra fazer nada, nem mesmo masturbar meu namorado. Meu sonho sempre foi ser mãe e hoje vejo esse sonho em pedaços, não sei o que vai ser de mim, não sei de tenho forcas suficientes para superar isso sozinha. Vejo meu namorado calado, com receio de me dizer algo que possa machucar, ele sempre foge do assunto e tenta me fazer ver outras coisas além disso, mais eu nao sei até quando ele vai suportar essa vida do meu lado. Me ajude, estou me afundando em tristezas e angústias, e o medo me faz refém de me privar de toda convivência com amigos,familia e namorado.

    ResponderExcluir
  28. Ola, tenho 32 anos e descobri que tenho herpes genital a uns 10 meses. Durante esse tempo tive 5 crises, o que eu acho muito, mas ouvindo relatos acredito que esteja dentro dos padrões.
    Também fiquei cheia de duvidas de como peguei isso e queria saber quem foi o infeliz....rsrs. Trabalhei mtos anos na imunologia e sei que eu mesma posso ter sido a culpada, pois eu tenho herpes labial a 14 anos e provavelmente durante uma crise eu devo ter me auto-contaminado, afinal isso pode acontecer, se você beijar seu parceiro e depois tiver sexo oral.
    Procurei varios médicos pois queria informações diferentes sobre o tratamento.
    Atualmente sempre que estou em crise faço uso do Penvir 2x ao dia por 5 dias e uso pomada de Aciclovir mais de 6x ao dia.
    Segundo alguns médicos no começo é normal ter crises mais frequentes e com o passar do tempo elas irão diminuir. De qualquer forma não estou satisfeita e vou tentar aumentar a resistência do meu organismo, fiz isso com a herpes labial e deu certo (não tenho nenhuma crise a 2 anos).
    Essa madrugada iniciou mais uma crise de herpes genital, logo pela manha já comprei o Penvir e o Aciclovir pomada, vou fazer uso dos dois como de costume. Ao fim do tratamento vou dar inicio ao uso de comprimido de Aciclovir 200mg 1x ao dia por 1 mes, e apos isso vou fazer uma manutenção de 1 comprimido por semana, provavelmente as segundas-feiras, por 6 meses. Essa dosagem não ira fazer mal ao figado ou rim e provavelmente ira impedir o vírus de começar a se replicar.
    Depois eu conto para vocês como foi a experiencia....espero que de certo!!!
    Um bjo e boa sorte a todos nós......por um 2017 sem herpes...rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi posso conversar um pouco com vc meu nome é Gedean ohh meu email é! Gedeanlimabezerra@gmail.com estou precisando conversar um pouquinho obg .

      Excluir
    2. Oi posso conversar um pouco com vc meu nome é Gedean ohh meu email é! Gedeanlimabezerra@gmail.com estou precisando conversar um pouquinho obg .

      Excluir
  29. Ola, tenho 32 anos e descobri que tenho herpes genital a 10 meses mais ou menos. Até hoje tive 5 crises, o que eu achei mto, mas lendo alguns relatos acredito que esteja dentro dos padrões.
    Trabalhei bastante tempo com imunologia e acredito que eu mesma tenha me contaminado, tenho herpes labial a 12 anos e isso pode ter acontecido em algum momento que eu beijei um parceiro e depois tive sexo oral.
    De qq forma não estou satisfeita com a quantidade de crise que estou tendo....acho muito!!! Procurei alguns médicos e todos me disseram que no começo as crises são mais frequentes e que com o tempo elas irão diminuir.....isso é verdade pessoal???
    Quando eu tenho crise faço uso de Penvir 2x ao dia por 5 dias e pomada de Aciclovir no minimo 6x ao dia....ao final da cartela de comprimidos não tenho mais lesões.
    Essa madrugada começou outra crise e decidi tentar aumentar a resistência do meu organismo....deu certo com o herpes labial, quem sabe co mo genital também dá. Quando teminar a cartela de Penvir irei iniciar o tratamento com comprimido de Aciclovir 200 mg 1x ao dia, por 1 mes. Apos isso continuarei tomando 1 comprimido por semana, provavelmente as segundas-feiras, por 6 meses , e os últimos 6 meses 1 comprimido por mês. Essa dosagem não ira afetar o figado ou o rim, que é o que mais me preocupava, e ira impedir o vírus de se replicar e dar inicio a uma nova crise.
    Depois eu conto para vocês se deu certo essa experiencia....tomara que sim..rsrs
    Boa sorte a todos e um 2017 sem herpes para todos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, gostaria de trocar contato com vc, me chamo Laura, se puder me manda email, gostaria de saber sobre esse tramento com aciclovir.
      eoceueomar@hotmail.com

      Excluir
    2. Oi, boa noite, tentei responder seu email mas dá erro. O aciclovir quando prescrito por um médico pode ser usado de forma supressiva, isso é para tentar de evitar as reincidências das crises. No meu caso não tive uma resposta positiva, tipo minhas crises não diminuíram mas cada um responde de uma forma. De qualquer forma lhe oriento a buscar atendimento de uma especialista. Fique bem.

      Excluir
  30. Oii, tenho herpes n boca e atualmente estou com um rapaz q esta gostando de mim e estamos quase namorando, eu preciso contar p ele, mas tenho medo de perde-lo por conta do que ele possa pensar de mim.... estou com muito medo, alguem ja passou por isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Herpes na boca muita gente tem, não faça do mal algo maior do que ele é. Dois conhecidos tem herpes nos lábios há vários anos e suas respectivas esposas nunca apresentaram sintomas.

      Excluir
  31. Oi gente! Ainda não tenho muito conhecimento e vivência para compartilhar com vocês, meu exame será realizado amanhã, mas já fui diagnosticada pelo médico.
    Nesse momento estou me lamentando por muita coisa e chorando por tudo o que vai acontecer.
    Que aperto que dá né? Você se sente fraco e triste, como lidar com isso?
    A fé é abalada, o corpo tá tentando reagir e num todo destruída por uma notícia dessa na primeira semana do ano...
    Faço o que com os planos da vida?
    Faço o que com o namoro de 03 semanas?
    Faço o que c meus pais?
    Espero um dia lidar bem com isso (até escrever doença dói) e de certa forma ajudar outras pessoas com formas de se viver melhor.
    Obrigada por esse espaço e todos os relatos, aqui me senti um pouco mais "confortável".

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, sou o Rique de novo, não tinha visto sua postagem, desculpe. Não se abata, dá para viver com o vírus, não é a melhor coisa, mas dá pra viver e não sobreviver!
      Entendo seu quadro inicial, pois passei por ele. No entanto, contei para minha mãe, muito embora ela não tenha dado muita bola ou não entendido a situação. Contei para um amigo que me contou ter uma outra DST.
      Aconselho a tentar esquecer a doença e não ficar pensando nela 24h por dia. Viva! Pense em outras coisas!
      Não se exponha demasiadamente ao sol, não use roupas apertadas, relaxe e procure não se estressar ou se preocupar com algo, pois o estresse e preocupação me fazer ter bolhas.
      Em relação aos seus pais, acreditamos que sejam nossos melhores amigos, de minha parte eu contei para minha mãe tão logo me contaminei.
      Ah tome cuidado para não espalhar as bolhas. Lave sempre as mãos ao lidar com elas.

      Excluir
  32. Meu nome é Rique. Tenho 34 anos e me contaminei com o vírus em 2009. 12 de novembro de 2009. infelizmente impossível esquecer essa noite. pois bem 14 dias depois do contato começou uma ardência forte na partes íntimas, apareceram umas erupções na minha glande. Foi uma crise extremamente forte. Nunca havia sentido tanto ardor ou dor, os sintomas ficaram por aproximadamente duas semanas. Chorei e me entristeci muito. Muito embora nunca mais tenha aparecido com tamanha potência nas dores e ardor, ela se espalhou. Primeiro virilha, depois coxas, depois peito até chegar ao rosto. Durante todo esse período, lá se vão 8 anos, somente tive no pênis duas vezes, essa e uma outra em que apareceu apenas uma bolha, mas que logo sumiu. Com exceção do rosto, nas outras partes do corpo é raríssimo aparecer. No rosto, aparece um ou outra bolhinha de vez em quando, nada muito chamativo.
    Ano passado passei por uma situação que tive que tomar por 30 dias uns remédios para outra doença ocasionada por vírus (não sou contaminado por essa doença) e durante esse periodo e umas semanas depois não apresentei sintomas de bolhas.
    Notei que a exposição solar intensa é um chamativo para as bolhas, assim esqueça fritar ao sol na praia.
    Também notei que sunga apertada também fazia aparecer as bolhas em mim.
    Em relação ao psicológico realmente dá uma abatida, no início então, se questiona o porquê de logo eu? ainda mais que sempre preferi namorar e tive bem poucos parceiros sexuais, e meu amigo que sai com várias garotas não pega nada? Possivelmente pegue, mas não conta. não é uma coisa que se conte para qualquer um.
    Lembro que na época do contágio me entreguei às bebidas, talvez tenha sido o momento em que o vírus se espalhou.
    Dá medo de se relacionar com as pessoas, iniciar um novo relacionamento, já deixei várias pessoas muito interessantes passarem por minha vida por causa disso. Se bem que as vezes até esqueço que tenho porque não podemos ficar encucados com isso e deixar que isso nos abata.
    Li em um site que não me lembro agora que ano passado 2 milhões de pessoas foram contaminadas com a herpes no Brasil, ou seja, não fomos os primeiros, nem seremos os últimos!
    Oremos que Deus possibilite aos pesquisadores encontrar a cura ou ao menos encontrar medicamentos que impeçam o aparecimento de sintomas e a contaminação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Rique, obrigada por sua participação, achei interessante seu relato. Eu penso como você, não podemos nos entregar a essa situação. Continue nos acompanhando. Abraço

      Excluir
    2. Que Deus te escute meu amigo🙏🙏

      Excluir
  33. Meu nome é Luciana tenho 34 anos. Fui casada por 7 anos e me separei. Me relacionei com um único rapaz, mais velho que eu e depois de alguns meses começamos a transar sem camisinha. Ele disse que não tinha nada. Um mês depois comecei com os sintomas e pra minha surpresa a ginecologista me disse que era herpes. me passou o remédio e pomada, se melhorasse os sintomas era Herpes mesmo. Meu mundo caiu. Isso foi no inicio de dezembro/16. Pedi o exame de sangue e saiu o resultado hoje. Positivo. Na época do exame conversei com esse cara e ele bem tranquilo me disse que tem tantas doenças mais graves e piores de serem tratadas. Que eu estava histérica a toa. Bom, esse relacionamento acabou e hoje vendo o resultado, só penso em matá-lo. Meu ódio é imenso. Depois do reveillon voltei a falar com meu ex marido. Ele me pediu em casamento novamente. E agora o que faço? Conto pra ele? Minha amiga diz pra não contar nada. Odeio mentiras, não sou de mentir. Estou desesperada. Não sei o que faço. Como esquecer essa doença? Não acho justo com meu marido passar isso pra ele. Não acho justo nunca mais poder transar sem usar camisinha. Camisinha me deixa assada, ressecada. Vontade de me jogar de uma ponte.

    ResponderExcluir
  34. Boa noite Luciana, primeiro obrigada por sua participação no Blog. Sei que esse momento é muito delicado para você, que as dúvidas são muitas e que o desespero as vezes nos faz achar que nada mais tem sentido. O que eu peço é que nesse momento você tenha calma. Eu acho que você deve sim conversar com seu ex marido, acho impossível reatar uma relação sem que a outra pessoa envolvida saiba desse diagnóstico, pois mesmo que você não goste, em algumas situações vocês terão sim que usar preservativo, eu tenho Herpes genital a quase dois anos e depois disso nunca transei sem camisinha, sugiro usar algum lubrificante influencia para não se sentir incomodada. Tenha calma, não se desespere, tente controlar as crises, cuide do seu psicológico pois tudo isso nessa condição. Continue nos acompanhando querida. Fique Bem. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria. Obrigada pelos conselhos. Tá muito dificil. Sinto nojo de mim. Estou tão nervosa com isso que meu corpo treme, minha pressão baixa. Meu marido está no Paraná. Vou hj pra encontrá-lo e marcar o casamento. Tô muito aflita, desesperada. Já pensei em desistir de tudo.

      Excluir
  35. Boa noite. Te desejo boas vibrações, que você consiga ter calma suficiente para ter uma conversa verdadeira com seu marido. Seja sincera, você não é culpada, não sinta nojo de você mesma, no final do túnel há sempre uma saída. Sorte. Abraços

    ResponderExcluir
  36. Comecei a namorar a alguns meses e minha namorada tem herpes genital, devido a ela não saber dá doença (assim ela me disse) tivemos várias relações sem camisinha, devido a isso é bem provável que eu tenha adquirido a doença ? E se eu peguei a doença, nunca mais poderei transar sem preservativo? Não tive nenhuma crise mas foram alguns vários meses de relações sem camisinha, se eu transar com outra pessoa sem camisinha mesmo não sentindo nada e tendo a doença , eu irei transmitir a doença ? Muitas dúvidas, obg.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite. Difícil dizer se você se contaminou ou não, se ela não estava em crise acho improvável que você tenha sido contaminado, apesar de ter uma linha de estudo que diz que a pessoa pode transmitir herpes mesmo não estando com a lesões. Isso também serve para sua pergunta sobre a camisinha, caso você tenha sido transmitida a você o ideal é o uso da camisinha por conta da transmissão em períodos assintomáticos. Para tirar essa dúvida só mesmo fazendo a sorologia para Herpes. Espero ter ajudado e continue nos acompanhando.

      Excluir
  37. Olá, Maria.
    Tenho 20 anos e acabei de saber que contrai a doença, mas ainda tenho muitas dúvidas sobre, é tudo novo pra mim, estou com vergonha, medo, medo de não ser aceita no meu trabalho... Medo de passar o vírus pra alguém. Como que a vida seguiu pra Você? Preciso de conselhos, palavras de força.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Obrigada por sua participação. Entendo sua angústia, no inicio é tudo muito complicado mesmo. Mas não entendi a questão de você não ser aceita no trabalho, como isso poderia acontecer? Olha eu tenho a quase dois anos, desde então já tive relação sexual (eu sempre usei preservativo nessas relações), beijei, e nunca contaminei ninguém. Eu tenho reincidências que acabam me atrapalhando um pouco, porém acho que com os devidos cuidados tudo acaba dando certo. Não sofra dessa forma, procure um médico, ele lhe orientará sobre tratamentos. A sua vida continua e cabe a você viver da melhor forma que puder. Fique com Deus.

      Excluir
  38. Olá, descobri hoje que estou com o vírus, e a ficha ainda não caiu, tô sem acreditar! O que eu faç? E meu sonho de ser mãe? E o trabalho, a ddoença é muito contagiosa? Tô com medo, tô sem chão, preciso de palavras de força. Me ajuda?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Obrigada por sua participação. Sei que por mais difícil que pareça nesse primeiro momento você tem que tentar manter a calma. A doença é contagiosa quando estamos em crise, com as lesões. Não entendi no que isso pode lhe atrapalhar no trabalho, eu trabalho normalmente, isso nunca me atrapalhou nesse aspecto. A questão da maternidade seria melhor você procurar um médico e conversar com ele. Apesar desse momento as coisas estarem confusas peço que tenha calma, existem tratamentos que conseguem suprimir as crises. Vai dar tudo certo. Calma e Fé. Fique com Deus.

      Excluir
    2. Em nada vai atrapalhar no trabalho, tampouco vc ter relacionamento e filhos. SE estiver com crise nos lábios, tente usar seus copos e utensílios e evitar beijar as pessoas para não contaminar. Pode ter filhos normalmente, apenas será melhor fazer cesariana no caso de crises para evitar contaminação do bebê no momento do parto. Vida normal! Seja feliz! Faça um tratamento com o Aciclovir por 1 mês/ 1 mês e 1/2 e uso tópico da pomada para ver os resultados (provavelmente vai diminuir muito as recorrências). Pare um tempo e se necessário faça de novo, mas com certeza os episódios vão ser quase menos que 10%. Tome diariamente 8 gotas com um pouco de água de Tintura de echinacea purpurea para manter a imunidade boa. Bjssss...

      Excluir
    3. Ola, tenho 17 anos e descobrir ontem que estou com herpes, eu nao sei o que fazer, to depressivo, triste e cabisbaixo, minha vontade e de morrer pois sinto que nao vou conhecer ninguem mais ou que ninguem vaii me querer por ser portador desse virus, tem tempo que estou assim mas so fiz os exames recentimente mas nunca teve feridas nem algo do tipo.. alguuem me ajudaaaa

      Excluir
  39. Obrigado pelas palavras. Meu nome também é Maria, e estou desesperada, com muito medo. Eu conheci um rapaz, passamos muito tempo conversando, trocando idéias e resolvemos nos conhecer, até então, tudo bem...Não usamos nada para nos prevenir, e quem iria imaginar?!E três dias ddepois começou tudo. Eu não sabia que poderia ser uma dst, achei que fosse normal, já que estava perto de mestruar, mas as lesões começaram a me emcomodar e eu comecei a ficar com medo do que poderia ser, fui ao medico e descrevendo ele diagnósticou que seria herpes, na hora não acreditei, fiz uma prevenção e ele colheu algo de mim,um líquido eu acho ... Ainda vou pegar o resultado, e espero que não seja isso... Tenho muito medo que se for, da reação das pessoas, principalmente das que amo... Moro com meu irmão e a mulher dele, usamos o mesmo banheiro, talheres e copo, e tô morrendo de medo de passar pra eles. Não consigo contar iss pra ninguém, só minha amiga que sabe pq foi comigo no medico, ele passou penvir 125mg.Quero contar a minha mãe, mas não tenho coragem, só falei sobre o exame, as lesões, mas não falei sobre a doença em si, e isso tá me matando. Sobre o trabalho, eu trabalho com alimentos, e fazemos um exame de admissão todos os anos, que inclui fezes, escarro e exame de sangue e tô com medo de que nesses exames der que eu sou portadora dessa dst e me demitam por poder contaminar meus parceiros de trabalho. Sobre o cara, não tenho certeza se foi dele, e pode ser que ele nem saiba que contém o vírus... Tenho tantas dúvidas e ninguém pra responder. Não tenho vontade de comer, acordo no meio da noite. Tô desesperada.E se eu perder o meu emprego?! E se meu irmão não me qser na casa dele. Como enfrentar isso? Tô com medo, receio, angústia!

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  41. Boa noite. Primeiramente acho que você tem que manter a calma. Olha ninguém passa herpes genital por copos, talheres, esse tipo de contato. No seu trabalho ninguém precisa saber, a não ser que você queira falar, esses exames de rotina provavelmente não irão detectar a Herpes a não ser que você faça a sorologia específica para a doença. Eu moro ainda com minha família e é tudo super tranquilo. Quem vai saber sobre esse assunto será só quem você resolver falar e eu aconselho que você pense sobre isso, não precisamos falar disso para todo mundo, é algo tão íntimo. Você tem que se alimentar, tentar dormir, esse stress pode ser um gatilho para novas crises. Tenha calma, dê tempo ao tempo, procure ler sobre o assunto em sites confiáveis. Fique bem

    ResponderExcluir
  42. Oi,bom dia. Então mesmo com as lesões eu não vou passar pra ninguém, a não ser pelo contato sexual desprotegido?
    E sobre o rapaz, eu conto pra ele sobre a doença que adquiri depois de ter ficado com ele?
    Como vou conviver com isso pro resto da vida? Quem vai me aceitar assim, com essa doença! Nunca imaginei que iria acontecer comigo. Não sei lidar com isso. Eu realmente estou tentando seguir, mas já pensei em desistir de tudo, chorei, gritei, perguntei a Deus pq comigo! Eu sei que sou forte, mas ultimamente tô sem forças. Não sei se consigo ficar com alguém Novamente.

    ResponderExcluir
  43. Ola,descobri que tenho herpes no meio do ano de 2016,foi terrivel e quase entrei em depressao achando que eu fosse a unica pessoa do mundo com isso!hoje faço uso do aciclovir,tento levar a vida normal,mas me privei de relacionamentos depois de passar por uma situaçao de preconseito apos ter dito que tenho herpes a um homem que estava interessado por mim,quando ví que ele queria algo serio resolvi contar e foi um trauma pra mim,ele nunca mais me procurou,mas nao tivemos relaçao pq eu contei antes de envolvermos de mais.

    ResponderExcluir
  44. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  45. Olá, tenho parceiro fixo a 4 meses e sempre tivemos relação sem camisinha. Dia 4/03 notei ardência e coceira nos genitais e já no domingo surgiram algumas bolhas e úlceras. To sem chão. Não sei mais o que fazer. Todos sintomas condizem com herpes. E agora? Irei ter outras crises? To desesperada, não sei se conto pro meu parceiro ou não. Não sei se foi dele até que peguei. To tomando aciclovir 400mg 3 vezes ao dia para encurtar essa primeira crise, torcendo pra não ter mais nenhuma. Mas sério pq cmg? To sem chão. Nunca vou contar a ninguém. Pensando até em terminar com meu namoro e viver sem relações para sempre. Tenho cerca de 21 anos.

    ResponderExcluir
  46. Boa tarde,
    Antes de mais nada acho que você deveria procurar um médico (ginecologista ou infectologista), pois apesar da clínica ser muito sugestiva para Herpes você precisa ser avaliada por um médico, ele pode solicitar exames específicos ou fechar o diagnostico pelos sinais e sintomas. Mas supondo que seja Herpes acho que você deveria conversar com seu parceiro. O ideal é você começar a usar preservativo nas relações pois é provável que você tenha outras crises (isso caso seja Herpes mesmo, as crises novas vão depender do seu sistema imunológico). Eu sei que não é fácil, mas o momento pede calma, leia mais sobre o assunto e entenda que sua vida vai continuar., Herpes é mais comum do que pensamos. Fique bem. Abraços

    Maria Flor

    ResponderExcluir
  47. Olá :-) eu descobri o meu herpes também em Janeiro de 2016. Senti-me a pior pessoa do mundo. Pensei que nunca mais ia ter ninguém e que a minha família me acharia uma vadia. Eu peguei porque a camisinha estourou... Tive azar. Mas Deus é grande e ele tem um propósito. Aprendi com o Herpes a me valorizar mais, embora as vezes me sinta um lixo, eu já sabia que só um homem de verdade que me quisesse amar realmente aceitaria a minha condição. E ele apareceu... um mês depois. E suportou todas as minhas crises com amor e carinho. Limpou as minhas lágrimas e correu pra comprar remédio. Eu tenho 25 anos e ele apenas 20. É só um rapaz jovem com um grande coração que tinha tudo pra não me querer e procurar alguém "saudável". Mas não... ele diz que eu sou a mulher dele e que as vezes a minha vaginal só está "gripada". :-) levamos um ano juntos. Acreditem... não é fácil mas quando aprendemos a lidar com o herpes até esquecemos dele. Boa noite a todos. Um beijo de Portugal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!isso demostra que ele te ama de verdade...gostei do seu relato.que sejam felizes!

      Excluir
  48. Descobri que eu tenho Herpes Genital no final de 2015.Estava saindo com um rapaz desde Jun/ 2015. Em setembro parei de sair com ele ( Mas da última vez foi sem camisinha). Sai com um outro rapaz que já conhecia há anos. Estava ótima até então. O namoro estava ótimo...até que resolvemos viajar no fds, quando voltei comecei a ter sintomas como se fosse uma gripe...Mas senana depois tive sintomas como os da gripe, dias epois apareceram bolhas no canal vaginal, nao conseguia nem urinar. Fui ao mėdico e fuz exames e foi diagnosticado que era herpes genital. Contei pra ele, o mesmo me disse que dele não foi, pois não tem sintoma nenum. Mas pelas minhas contas tenho ceteza que sim. Pois foi uma senana depois que começamos a trasar sem proteção, pois confiava neje e savia que eu nso tinha nada.Contunuanos o namoro, noivamos mas fiquei me sentindo culpada por isso. O relacionamento acabou. Desde que descobri fiquei sem chão. Não consegui aceitar estar com isso ainda. Estou com depressão, com medo de relação com alguém e passar para a pessoa.desse 2015 só tive 1 crise de herpes genital. Mas ano passado eu acordei com uma coceira no joelho. Fui ao médico e era lesão causada por herpes. E desde então já tive umas 10 crises disso só no joelho. Faço tratamento com aciclovir e lisina passados pela médica dermatologista mas pelo fato deu estar muito estressada com isso não resolve nada. Estou desesperada.Que agonia viver desse jeito. Nem consigo dormir direito desse jeito.

    ResponderExcluir
  49. Bem, fui diagnosticada há três meses com herpes genital .Não está sendo fácil,após 4 anos inventei de encontrar meu ex namorado e depôs de quatro cinco dias apareceu está doença. MEUS dias após isso não estão sendo fáceis,já tive 5 crises em pouco tempo,tento me acalmar,mas me culpo ao mesmo tempo ,tento buscar uma solução,mas me sinto frágil pisicologimente .Não me dar vontade d3 me relacionar com ninguém no momento,pelo simples fato de dizer que estou com herpes,pois não quero mentir,sinto medo de ser reprimida .Não está sendo facil,minha mãe possui os dois tipos de herpes 1 e 2 ,ela lida bem com isso ,porém esta numa relação estável. Eu fico pensando que não posso fazer as mesmas coisas ,consumir bebida alcoólica e coisas que tanto gostava de fazer .Me bateu uma depressão,as vezes o meu mundo quer cai ,mas penso que na vida tudo é um.porque .Deus há de me mostrar um caminho ,nesse de espinhos que estou passando ,abraços a todos .

    ResponderExcluir
  50. ola, temho 20 anos e eu esotu desesperada, pois tudo indica q estou com herpes, e infelizmente não queria esta. Eu so sei chorar. não sei como conviver c ela.

    ResponderExcluir
  51. Não aparecem bolhas, só coceira e vermelhidão, uso metronidazol e a nistatina e a coceira passa, mesmo assim fico na pilha de poder ser herpes. Fui ao médico e mostrei, ele disse que não era...Apenas micose ,Não sei o que pensar, aflito. Alguém já usou creme antifúngico e a coceira parou? O que vocês sentem numa crise?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, obrigada por sua participação. Sugiro que você faça a sorologia para Herpes com IgG e IgM. Fique bem. Abraço

      Excluir
  52. Olá me chama Laura e a 1 ano descobri tive a primeira crise da doença, durou uns 20 dias msm tomando remédio, foi bem forte, tive umas 5 crises em 2 meses, fiz uso do penvir comprimido, e aciclovir, uma coisa q ataca meus surtos é antibióticos já fazia 8 meses q não tinha nenhuma crise e ontem amanheci com as bolhas, estou fazendo uso de subtramina e bebi um pouco fds, então certeza q foi isso, estava lendo uns relatos e cmg não foi diferente, só chorava qria morrer por confiar em alguém, me senti suja, hoje tive 2 relação e contei q eu tinha e eles não ligaram e tive relações normal, e até sem camisinha e eles nunca apresentaram nenhum sintoma, não sei se passei o vírus pra eles pois não estava tendo as crises, e hj me vejo dinovo nessa tristeza, comecei a usar ENAX ouvi relatos bons, essa crise tá forte igual dá primeira vez, como doi cuidar das bolhas, passo gelo sempre q posso e limpo bem e passo talco de glicerina pra mantelas secas, que Deus de sabedoria pro homem pra achar a cura dessa doença, força para todos nós

    ResponderExcluir
  53. A herpes genital/labial so é trasmitida na crise? E se nao estiver e fizer sexo sem camisinha corre risco?

    ResponderExcluir
  54. Olá Maria Flor, meu nome é paulo, tenho 32 anos, tenho herpes genital desde 2012. Como todas as pessoas que contraíram essa doença, eu também fiquei bastante assustado, olhava as pessoas e não me sentia normal como elas. Acho que contrai essa doença antes do casamento e tive a infelicidade de por algum descuido contaminar minha esposa, pois nunca contei pra ela realmente o que tava acontecendo comigo, mas graças a Deus eu percebi que ela faz parte da maioria de pessoas que conseguem a imunidade contra o vírus. Tem muito tempo que não aparece nenhum sintoma nela, e ela não toma nenhum medicamento contra isso. Por outro lado, eu sempre tive minhas crises, é horrível quando aconteciam. Mas estou aqui pra tentar ajudar aqueles que sofrem como eu sofri. Já pesquisei vários remédios contra essa doença, o que mais fez efeito foi o enax, fazia com que eu passasse cerca de um mês sem crises, pois as minhas crises sem tomar remédios eram de 15 em 15 dias, as vezes até menos. Até que pedi a Deus uma solução, que me mostrasse a cura para essa doença. Um certo dia minha esposa resolveu tomar remédios para verme, e eu aproveitei e tomei junto. Só que o remédio pra verme baixa sua imunidade. Com minha esposa não aconteceu nada de mais, mas comigo os efeitos foram enormes. Minhas crises de herpes vieram com tudo, nem o enax e nem o aciclovir resolviam, passei quase 15 dias com feridas no órgão genital, já muito desesperado. Até que fui na farmácia e o atendente me receitou um complexo de vitaminas para normalizar minha imunidade, mas não falei de herpes para ele, falei do remédio de verme que tinha tomado. Ele me receitou o Natus Gerim, e por incrível que pareça já estou a bastante tempo sem sintoma algum do herpes, mais de dois meses sem nenhum sintoma. E olha que minhas crises eram muito recorrentes. eu já tinha tomado outros tipos de complexo de vitaminas, mas nenhum fez o efeito desse Natus Gerim. Vou continuar tomando um comprimido a cada dois ou três dias, pra ver até onde vai isso. Mas sinto que tem alguma coisa a mais nesse remédio que consegue barrar o vírus ou até mesmo matá-lo. Por isso, aconselho quem ler esse post, a experimentar o Natus Gerim e vê o que acontece com os sintomas, quem sabe possa funcionar em muitas outras pessoas. Achei na obrigação de postar essa informação, porque foi através da internet que eu encontrei ajuda e informação na hora que eu mais precisei. Um abraço a todos. Fiquem com Deus. Espero que dê certo com todos, e que postem os resultados aqui.

    ResponderExcluir
  55. Bom tenho 23 anos ,e acho que tenho herpes é até meio estranho falar disso ,tou me sentindo estranha pq nunca contei isso pra ninguém ,guardo comigo , praticamente tenho isso desdo 15 anos , é assim é difícil aparecer pois so aparece quando tou estressada perto de mestruar , aparecer nas nádegas no famoso sobrecu ,as vezes aparece nas minhas partes mais nada muito forte uma ou duas bolinhas no máximo ,mais nunca levei a sério isso ,mais hoje vendo os comentários tem gente que sofrer muito com isso .O meu medo é de passar pró meu parceiro ,só estamos 1 ano e ele nunca me falou nada e eu não falo nada pra ele tenho vergonha,guardo pra mim isso ,hoje que tou falando pra vocês,minhas crises são pequenas não são forte,mais é difícil você saber que vai passar o resto dá vida com essa doença...

    ResponderExcluir
  56. Gente eu descobri agr em fevereiro ando triste me sinto imunda não aguento mais sério , meu namorado aceitou de boa (n peguei dele ) eu o amo mas tenho medo dele me deixar ele tem tanta paciência comigo já chorei ele diz que é bobagem que tanta gente tem e vive bem , quanto mais ele é assim cmg mais bate a tristeza pois sei que ninguém vai ser igual a ele , a pergunta que tenho é que já fizemos sexo eu com as bolhas mas nunca apareceu ND nele será que ele tem ? Ele n liga de fazer​ exames ou pegar mas tenho medo caso apareça algo e ele mude de opinião 🙍😔 eu n sei se aguento mais me sinto inferior suja que ele podre conseguir melhores que não tem essa doença sem cura

    ResponderExcluir
  57. Olá pessoal, contrai a doença quando fiz 17 anos hj estou com 23, depois de anos com a doença agora ela vem com frequencia e acho que contaminei meu parceiro, até então não tive coragem de falar o ele que tenho o viros da herpes. Estou sem chão não sei oq fazer pois a reação pode ser de me deixar.��

    ResponderExcluir
  58. Ola ,meu nome.é Cíntia, tenho 25 anos, descobrir a pouco menos de um mês que fui contaminada pelo virus, acabei de ter minha primeira crise, e como todos, tenho muitas duvidas, pesquisei varias coisas na internet e msm assim contínuo com dúvidas
    Alguem q já tenha a algum tempo que eu possa conversar? Meu whats 071 985479958

    ResponderExcluir
  59. Naninha
    Descobri a herpes em março​ de 2017, a pessoa com quem me relacionava não era meu namorado, mas nos relacionamos há um ano, contei pra ele e ele ficou surpreso, pq nunca apresentou nenhum sintoma. Mas ele era a única pessoa com quem me relacionava intimamente.Depois disso, nunca mais encontrei com ele. Hj tenho muitas dúvidas sobre a doença, a médica que fui, não me explicou mt sobre esse assunto. Ela disse que eu só poderia transmitir o vírus caso tivesse com lesões aparentes e tivesse relação sem camisinha, mas ainda tenho dúvidas, por exemplo, eu posso transmitir o vírus por sexo oral, mesmo não tendo lesões? As minhas bolhas apareceram perto do bumbum, nunca tive lesão na vagina e só tive uma crise, que foi assim que descobri.Hoje tomo enax para aumentar minha imunidade. Gostaria de conversar com pessoas que já convivem com essa realidade há um tempo. Meu primeiro namorado reapareceu há algumas semanas atrás(depois de 8 anos), tivemos uma história mt intensa quando adolescentes, éramos super apaixonando, ele me disse coisas lindas, parece estar disposto a investir em uma relação. Não sei como devo agir,tenho medo de novas relações agora, medo de contar para um futuro parceiro. No nosso último encontro, ele queria ter relações sexuais, mas eu fugi, pq ainda não contei que tenho a merda desse vírus. Tô com medo de contar e acabar com tudo. Alguém já passou por isso? Queria muito conversar com uma pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola boa noite eu descobri q estou com essa maldita essa semana e estou muito triste. E te confesso q sabia dos riscos mas infelizmente depois de um ano acabei aderindo ....

      Excluir
  60. Sou portador da doença há quase 3 anos, e tive apenas uma crise até hoje. Foi um grande choque quando descobri, pois ainda era virgem quando a doença se desenvolveu. Na época estava no inicio de um relacionamento, lembro como se fosse hoje o médico informando que eu tinha a doença, parecia que não tinha mais sentido viver. tinha acabado de entrar na faculdade, e recebi a noticia na semana de prova, não pensava em outra coisa, a não ser como havia pegado a doença, resultado foram notas baixas. As pessoas pareciam que sabiam sobre a doença, pois a maioria se afastou de mim, fiquei arrasado com isso, achando que nunca mais iria me relacionar com as pessoas. Minha namorada sabia que eu tinha feitos os exames e queria saber os resultados, fiquei muito nervoso para contar o resultado e não aguentei, cai em lágrimas ao falar, pedindo para que ela não me abandonasse também como as demais pessoas, e nesse dia eu soube que havia escolhido a pessoa certa para estar ao meu lado, ela me deu força quando mais precisei, me motivou para continuar na faculdade, e disse que a doença não afetava nem um pouco o que ela sentia sobre mim. Hoje temos mais de 3 anos de namoro, tomamos os devidos cuidados pois não quero que ela passe pelo o que sofri, mas se vier a acontecer farei o mesmo que ela fez por mim no dia mais desesperado da minha vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou portador do Herpes genital há 8 anos e fui infectado dentro de um relacionamento monogâmico, o qual não me alertou a cerca do fato de ter a doença consigo. Ele não desenvolve sintomas, mas eu tenho crises há cada 03 meses pelo menos, faço uso do ENAX para diminuir a incidência das crises e tomo vitamina C diariamente. Há um ano, conheci alguém muito interessante e a relação fluia de maneira promissora e tranquilo, mas ao lhe contar sobre a minha condição de ser portador do vírus da Herpes, ele mudou completamente, desistiu de mim e isso me abalou significativamente. Estou bem recluso e achando que uma possível vida a dois acabou, tampouco não consigo mais confiar em ninguém, por achar que ao ser verdadeiro e sincero, serei sempre abandonado. Não creio que esteja depressivo, mas abalado psicologicamente sim, resultado, ai que o vírus tende a se manifestar. Fico acompanhando notícias sobre as pesquisas para descoberta de uma vacina que cure este mal, mas, até lá, é somente sofrimento, reclusão e pesar.

      Excluir
  61. Olá tenho 21 anos e fui infectada a 1 anos atras pelo vírus, ainda choro muito e me pergunto porque eu, na primeira crise sofri muito e logo contei a minha mae os sintomas e formos procura uma médico que de cara a me analisar disse que era hepes meu mundo caiu, chorei muito porem minha mae me apoio e contamos ao meu pai que me entendeu e eles dois me ajudam muito sempre ao meu lado nunca me abandonaram, sempre pesquiso sobre alimentação maneira de diminuir surto mas ainda tenho muitas dúvidas, estou gostando de uma pessoa e penso como contar, ele e militar meu medo dele fugir se afasta nunca mais olha na minha cara, penso se um dia poderei ter um filho...
    Alguem que queira conversar pode entrar em contato. 09294138685

    ResponderExcluir
  62. Olá a 10anos convivo com este probleminha,mas a vida não para as vezes dou 2 crises no ano,cuide da saúde da imunidade muito suco Detox para ajuda na imunidade muita fé.em Deus para não cometer besteira Deus nos ama e não dar um fardo maior que possamos carregar,existe situações piores que é a dor de um câncer em fase terminal tenha fé em Deus por ele acalma-nos,dar paz com isso a imunidade fica tranquila .

    ResponderExcluir
  63. Olá...
    A um ano e meio descobri que contraí o vírus da herpes tipo 2.Foi horrível eu não conhecia muito sobre,pensei que era algo simples mas não é bem assim.
    Foi muito complicado descobrir que irei carregar isso pra minha vida toda,e que querendo ou não afeta e poderá afetar muito a minha vida social.Eu sinto que ninguém nunca me aceitara com esse problema,e tenho muito medo de me envolver com alguém porque chegará sempre no ponto de contar sobre isso, e eu não consigo por medo da reação que isso pode causar em alguém.
    Não consigo me relacionar com ninguém mais,tenho muita vergonha de mim mesma...Nunca contei isso pra ninguém, apenas minha mãe sabe, enfim foi bom desabafar um pouco e falar de como me sinto, bom saber que não sou a única com esse problema.

    ResponderExcluir
  64. Oi eu tenho herpes gebital. como devo usar o Enax?

    Sei que pra tomar 3 vezes ao dia. Mas é direto? Ou depois de algumas semanas/meses parar de tomar e reiniciar na semana/mes seguinte?

    ResponderExcluir
  65. Olá.
    Bom,gostaria de contar isso aqui, porque sei que aqui existem pessoas que passam pelo oque estou passando.
    Então,tudo começou a menos de 1 mês. No início apareceu 2 pelos encravados em mim, até então pra mim era só pelo encravado, fui em um médico do SUS (sistema único de saúde) chegando lá falaram que não poderiam me atender porque não era grave, voltei pra casa bem revoltada e sentindo dores, muitas dores, era tão fortes que eu não conseguia urinar, passando alguns dias, minha situação não estava melhorando, fui a um farmacêutico perto da minha residência, ele me passou uma pomada, uns antibióticos e tals, eis que tudo começou, começou a surgir bolhas e mais bolhas na minha região genital, comecei a ficar desesperada, porque ardia, doía e coçava, voltei ao SUS, onde me atenderam com urgência, de primeira meu ginecologista falou que era herpes, mas iria me encaminhar pra uma dermatologista porque ela iria me falar oque era. Mano, sai da sala daquele homem arrasada, chorando, sem saber oque fazer, tentando chegar a conclusão de quem eu contrai essa doença, minha mãe em todo tempo ao meu lado, confiante de que tudo iria dar certo. Na tarde do mesmo dia, fui na dermatologista, ela me afirmou que não tinha como ser herpes, pois as bolhas não pareciam, ela falou que seria uma alergia que eu contraí devido a depilação a gilete, na hora fiquei aliviada, respirei fundo e tinha agradecido a Deus por n ter sido herpes (porque convenhamos, ninguém aqui queria ou desejou ter isso). Passou algumas semanas, as bolhas estouraram e foi tudo no sofrido, de cama, sem poder ir a escola, sem poder ir a rua, porque nao conseguia andar por causa da Ardência. Essa semana, tive bolhas no ânus, fiquei desesperada, mas mantive os medicamentos, até que hoje, acordei com uma coceira surreal, e as bolhas voltando, e um corrimento com sangue, fiquei desesperada e procurei um médico particular. Depois de algumas avaliações, ele chegou a conclusão que era Herpes mesmo.
    Assim, acredito muito em Deus, e tenho uma fé absurda. Quando recebi essa notícia pela segunda vez, foi como se eu já estivesse conformada. Infelizmente aconteceu, mas bola pra frente.
    Temos que enfrentar isso, e não nos sentirmos diferentes, até porque não somos diferentes de ninguém. É complicado realmente achar alguém que te ajude a lhe dar com esse problema, um parceiro, uma parceira, mas uma hora iremos achar. Temos que a cada dia mais nos sentir vivos, não será uma simples doença que podem nos parar.
    É isso, só queria desabafar e contar meu relato mesmo. Fiquem com Deus, e quem quiser conversar, tô aí.

    ResponderExcluir
  66. O herpes genital deixa cicatrizes?

    ResponderExcluir
  67. Estou com suspeitas dessa doença ,pois os sintomas são os mesmos .Fico com um cara há 11 meses .Se eu realmente tiver ,pequei dele o que faz eu pensar por qual motivo não falou ?Vergonha ?Queria ter filhos, casar ,conhecer outras pessoas ,mais isso não será possível .Fico me perguntando por que tinha que ser EU?Nunca fui de sair com todos ,transar com todos .As minhas amigas saem com várias ,transam com vários não tem .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi pollyana.bom o fato de vc ter herspes nao inpede vc de casar e ter filhos.ei pegueo herpes do meu marido.acho q foi na lua de meu ainda.rsrs e tenho 3 anos de casada
      Tenho uma bebe de 7 meses.fiz cesaria pa nao correr o risco de tranferir po bebê...ter herpes nao é facil..mais 70% da populaçao tem herpes..isso qui mim faz ficar melhor tipo nao é so eu qui tenho...transamos sem camisinha.agora ja era.e só nao deixar a imunidade abaixar e fazer o tratamento com o aciclovir.para diminuir as crises Mas Deus vai ajudar qui elesainda vao achar uma vacina contra esse virus ainda

      Excluir
  68. Olá
    tenho esse vírus desde 2012, tinha 21 anos na época. Na semana em que houve a primeira crise de Herpes havia terminado o relacionamento com meu parceiro, e por não acreditar que havia adquiro essa doença não contei a ele o que estava acontecendo. A sensação foi raiva, medo, mágoa nem sei direito o que estava sentindo no momento e a cada crise vem o mesmo sentimento. Hoje eu não consigo me relacionar com ninguém por medo de se infectada por algo pior, medo de infectar alguém, medo do que a pessoa irá pensar de mim depois que souber o que tenho. sofro com 3 crises no ano. e diferente do que leio na internet, as cicatrizes não somem. ficam marcas feias no bumbum, tenho vergonha de usar biquini.Eu moro com meus pais e eles são conservadores e nem sei como contar. Estou guardando tudo para mim todo esse tempo. Nossa, está muito difícil!. Ainda não sei como lhe dar com isso.

    ResponderExcluir
  69. Boa tarde Boa tarde preciso de ajuda porém não consigo me expressar mediante a todos msm sabendo que possuimos o msm problema (virus) quem puder me ajudar serei grato Zap 21964788367 me encontro sem animos pra viver só pensando nisso

    ResponderExcluir
  70. Ola. Podem me Ajudar?

    O ENAX que vcs falam, vcs tomam de 12/12 horas (2 pilulas) ou em 8/8 (3 pilulas) ??

    ResponderExcluir
  71. Pessoal, descobri a poucos dias que estou com essa doença e por mais insuportável que seja, não podemos deixar de levar a vida. Isso é uma doença muito mais comum que a gente pensa. Deus não dá uma cruz mais pesada que podemos carregar, vocês acreditam nisso? - Pois eu acredito.
    Diversos artistas tem (Brad Pitt, Angelina, Marcelo Serrado, Paris Hilton)... e com certeza a sua vizinha tem, algum parente tem... e não digo só de herpes labial, genital também. Todo mundo transa, assim como corremos risco de pegar uma gripe H1N1 e morrer, a Herpes é uma doença de pele com um baita Tabu.
    Pensem! A hora é de parar de lamentar e correr atrás de mudanças de hábitos... está prevista a comercialização da vacina em 2021. Se você consegue melhorar sua vida em 4 anos, confiante, com qualidade, buscando uma alimentação saudável e parar de lamentar, é certo que em 2021 quando estiver disponível, você irá ter ganho muito mais anos por ter mudado hábitos de vida.
    Gente, isso aqui é pra se ajudar... vamos confiar não temos HIV, é apenas uma doneça de pele. Outra coisa, a herpes labial também é uma doença sexualmente transmissível, afinal quem não pratica sexo oral??? Pensem, 90% da população tem esse vírus.
    Busquem se amar, testar alguma vitamina que vai interagir com seu corpo. Eu estou passando por uma baita crise mas estou confiante, me dá vontade de nem ler esses depoimentos pra não ficar tão triste. Tenho certeza que não será fácil, mas não vou fazer disso pior. Pensem! Estamos juntos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! Já li que o herpes é uma doença de pele que pode, em alguns casos, provocar incomodos para quem sofre do problema, mas gera uma carga grande mesmo é no emocional.

      Vamos orar, ter fé e esperar pelo melhor gente! Nos cuidar e amar ainda mais. Quase tds as pessoas tem herpes labial (e a maioria sequer sabe, pois nao apresenta sintomas) e esse rebuliço todo em face da herpes genital se deve ao fato de ser transmitida sexualmente. Pior é quem vai para o carnaval, beija umas 10 pessoas diferentes e td mundo nem sabe que tem herpes labial.

      Excluir
  72. Ola Galera!! Quem estiver afim de conhecer mais pessoas com hsv obter mais informações,trocar experiencias , ajuda etc...,tem varios grupos de Wattz ..Meu numero 53991728386

    ResponderExcluir
  73. Olá a todos. Eu sempre me cuidei, tenho 38 anos mas dizem que não aparento, deve ser porque malho faz ano, sempre cuidei da saúde, e sempre treinei. Sempre gostei de namorar e não ficar com uma e com outra. Sempre usei camisinha. Mas tive essas pequenas vermelhodões após depilar o penis e saco (algo q faço com frequência). Quando isso aconteceu a segunda vez eu comecei a pesquisar e vi que tinha herpes, foi um choque mas com o passar dos dias fui me acalmando, como disse nosso amigo não é uma doença tão grave como outras. No momento estou só, moro em sp e futuramente sei que vou conhecer uma garota legal e vamos curtir muito a vida juntos. Tenho fé em Deus que todos nós (eu e vcs) vamos ser felizes. Meu Skype paulosp69@hotmail.com

    ResponderExcluir
  74. Ola gente boa tarde eu me champ bianca tenho 29 anos eu tive relação com uma pessoa e na época tinha acabado de sarar de uma infeccao urinária, e não usamos camisinha passando se uns dois dias ele teve umas coceiras e umas bolhas na virilha dele passou no médico ed descobriu que estava com herpes mas se eu tenho herpes nunca tive surtos e nunca soube ha possibilidade dele ter pegado comigo ou com a ex dele, devo fazer exame pra saber mesmo que não tenha tido surto com ninguém

    ResponderExcluir
  75. Ola voces tem algum grupo de ajuda?

    ResponderExcluir
  76. Ola Galera!!sou silverio 34 anos Quem estiver afim de conversar trocar experiencias , ajuda etc ou tiver algum grupo pode me procurar muito obrigado pelo espaço . meu whats 48 99915-8801

    ResponderExcluir
  77. Oi gente! Estou lendo vários comentários aqui. Realmente ter herpes genital é muito ruim, muito doloroso e como sabemos não tem cura. Porém vejo muitos não procurando médicos e as vezes alguns médicos passando apenas pomada! Pomada somente não adianta. Uma crise de herpes que duraria apenas 2 dias com os comprimidos (aciclovir ou outros da mesma família) acabam durando 10 dias. Sou médica e recomendo a todos que tenham os sintomas procurem o mais rápido o serviço medico e usem o comprimido!

    ResponderExcluir
  78. Me chamo Rayssa. Encontrei esse blog no Google... Vi os relatos e me sinto até aliviada com os depoimentos... Eu contraí o herpes há uns anos atrás de alguém que eu confiava muito, nunca fui ao médico por vergonha, porém me cuido tomando vitamina c para não baixar a imunidade, no começo com as crises foi bem difícil, pq eram recorrentes e muito doloridas, porém com o tempo as crises ficaram com um intervalo maior entre uma e outra e as bolinhas menores, e já tem mais ou menos 1 mês que não aparece nada, senti outro dia uma ardência, e coceira, achei que era ela surgindo, porém não apareceu... Estou conhecendo um rapaz, queria contar, mas tenho medo de ser rejeitada. Nunca contei a ninguém por vergonha, as vezes me culpo por ter confiado tanto em alguém que fez isso comigo... E agora tenho medo de contar a essa pessoa que estou conhecendo, chegamos até a ter relações, e só vacilei com a camisinha um dia, pois saímos e chegamos bêbados, então acabou rolando sem preservativo... Tenho medo de transmitir a ele, e tenho mais medo de contar. Não sei o que faço!!!
    As vezes penso em contar e me afastar, e tenho medo de por acaso ele contar a alguma outra pessoa.

    ResponderExcluir
  79. Olá, tenho 30 anos e faz um mês que descobri que tenho herpes genital. Estou terminando de tratar minha primeira infecção. Tive um histórico de candidíase frequente, corrimento e uma bactéria na vagina. Tratei essas questões mas agora me apareceu uma feridinha. Estava namorando ate dois meses atrás, me separei e agora me apareceu a herpes. Não sei se peguei dele. Ele disse que nunca apareceu nada nele. Pelo que estou lendo posso ter pegado de outra pessoa a um tempo atrás e só agora ela ter se manifestado. Ou ele ter e nem saber que tem e me passar. Não fiz exame de sangue pra comprovar. Só levei em conta o exame clínico da ginecologista. Vcs fizeram exame?

    ResponderExcluir
  80. Oi, me chamo Ana,tenho 19 anos e há 3 dias descobri que tenho herpes. Me relaciono há 2 anos com um homem 25 anos mais velho, que já havia me dito que tinha a doença, mas só na boca. Nesses 2 anos nunca senti nada,até que essa semana nos transamos sem camisinha. No dia seguinte senti uma ardência na vaginite, uma sensação de queimacao. Logo depois,toquei minha vagina e senti uma pequena bolinha perto do ânus, depois vi que tinha uma nos pequenos lábios. Contei pra uma amiga que eh bem mais experiente e ela disse que era herpes,pq ela já tinha. Perguntamos pra irmã dela que eh enfermeira,e ela disse o mesmo. Naquele momento,meu mundo desabou. O pior de tudo, é sentir tudo isso, e não poder contar pra minha mãe, ela eh muito conservadora e pensa que ainda sou virgem. Agradeço a Deus por ter essa amiga que tá me ajudando muito,e que vai comigo ao ginecologista. Ela se dispôs até a comprar os remédios que ele passar. Estão sendo dias horríveis, só consigo ficar deitada, choro desesperadamente,não consigo andar, quando vou urinar é uma tortura pois arde demais! A hora do banho é a pior, não consigo nem descrever! Contei pra esse homem, ele disse que quer conversar comigo e me pediu pra ficar calma,porque se ficar assim só vai piorar. Não aguento mais essas dores, queria conversar com minha mãe, desabafar, mas sei que ela não vai me perdoar. Nesse momento só consigo chorar,não entendo porque isso veio acontecer logo comigo,isso tá tirando minha vontade de viver, logo eu que sempre fui alegre e gosto de ver todos bem,não estou conseguindo sequer levantar da cama e seguir em frente. Minhas amigas estão preocupadas e não me deixam só, mas isso não eh o suficiente,queria sumir,queria que isso fosse só um pesadelo ruim. Não aguento mais chorar,só me resta ter fé no meu Deus que vou sair dessa :(

    ResponderExcluir
  81. Oi, me chamo Amanda, tenho 19 anos. Há 2 anos atrás conheci um cara 25 anos mais velho, perdi minha virgindade com ele e ainda ficamos, mas escondido pq minha mae nunca aceitaria. Ele já havia me dito que tinha herpes labial, e nesses 2 anos ele só teve um surto, e durante o surto a gente não teve contato. No começo dessa semana,a gente ficou, no dia seguinte eu senti uma coceira na vagina e percebi uma vermelhidão nos pequenos lábios. Logo surgiu uma pequena bolha,e depois outra e mais outra. Resolvi contar pra uma amiga que já tinha me dito que tinha herpes, contei pra ela que dóia,ardia,e ela disse que se tratava mesmo da doença. Resolvemos perguntar pra irmã dela que eh enfermeira,ela tbm confirmou. Segunda feira vou ao medico,pra ele me orientar sobre o que devo fazer,mas enquanto isso eu só consigo chorar! Não entendo como isso foi acontecer comigo,conversei com o cara e ele disse que vai ficar tudo bem e vai me dar todos os remédios. Queria mesmo era poder contar pra minha mãe, mas sei que ela nunca entenderia! A verdade é que estou desesperada.

    ResponderExcluir
  82. Ola tenho 24 e tenho herpes a 2 ou 3 anos... Me sinto da mesma forma que VC quando descobri fiquei chocada mas como eu era novinha não tinha juízo não liguei muito não pensei no meu futuro, já tive outros namorados me relacionava com eles sem camisinha, mas o sintoma da herpes nunca apareceu em nenhum deles sei q é horrível oq eu fiz contaminando outras pessoas e me arrependo muito...hoje estou na igreja encontrei uma pessoa q esta no mesmo caminho que eu caminhando com Cristo já tive relação com ele sem camisinha mas n apareceu nenhum sintoma nele sera q ele pode estar com herpes mesmo n aparecendo nada? Não quero contaminalo queria toma remédios para controlar a herpes as vezes ela aparece dando feridas na região alguem pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  83. Olá meu nome é Fernanda e tenho 2o anos. Estou desconfiando que estou com herpes. Namoro há 1 ano e 6 meses e nunca tive nada mas à uma semana depois de um sexo oral que meu namorado fez em mim comecou a surgir varias feridas na minha genitália. Elas surgiram e pouco a pouco se espalharam, tem aspecto purulento e dói bastante banhar ou caminhar. Amanhã irei ao ginecologista e estou com medo. Se o exame confirmar Acho que me meu namorado me traiu pois como com tanto tempo de namoro só agora a herpes se manifestou? Muito estranho.. to com medo .. amanhã saberei a resposta se é herpes ou não

    ResponderExcluir
  84. Olá gente! Me chamo Rebeka, tenho 16 anos e a mais ou menos uma semana apareceu um carocinho na minha vagina (entre o ânus e a vagina) antes de aparecer esse carocinho eu vinha sentindo ardores ao urinar mas achei que era normal pq havia tido relação sexual dias atrás e o pênis do rapaz era bastante grosso (desculpem as palavras). Eu já havia ficado com esse rapaz antes então tinha um certo tipo de confiança nele, mas sempre me cuidei pra não pegar nenhum tipo de doença (inclusive usei camisinha) mas como tudo pode acontecer eu acredito que acabei contraindo herpes mesmo assim. Logo após começar a arder e aparecer o primeiro carocinho muito doloroso eu menstruei e ainda estou no dia de hoje, estou esperando passar para ir ao médico e ter o diagnóstico correto. Mas depois de pesquisar muito e ver todos os sintomas eu tenho certeza que tenho. Eu estou muito desesperada e com medo, e também bastante triste pq conheci um rapaz e estou gostando bastante dele e ele de mim, e eu não sei como contar pra ele e nem qual vai ser a reação. Eu tenho uma dúvida muito grande sobre depilação. Eu sempre amei me depilar odeio pelos grandes e queria saber se tem algum problema em me depilar quando não estiver em crise claro. Me tirem essa dúvida e se alguém quiser conversar sobre a herpes ou me ajudar com algumas dúvidas vou deixar meu e-mail: Rebekarocha9@gmail.com

    ResponderExcluir
  85. Olá Pessoal,descobri que tenho herpes mês passado...estou tendo a segunda crise...quem quiser conversar meu e-mail:andressa_tiker@hotmail.com ,Deus abençoe

    ResponderExcluir
  86. Meu e-mail para quem quiser conversar...andressa_tiker@hotmail

    ResponderExcluir
  87. Boa noite! uma dúvida
    contrair herpes 3 meses depois de iniciar um namoro. Ele não apresentou nada. é possível???

    ResponderExcluir
  88. Boa tarde pessoal!
    Uma dúvida, é possível uma pessoa contaminada ter relações com seu parceiro e somente 3 meses depois esse parceiro contrair a doença?

    ResponderExcluir
  89. As vezes me sinto triste por ter essa doença, mas tento viver normalmente sem que isso me abata, mas as vezes da uma vontade de chorar, como eu queria voltar no tempo mas inflelizmente não dá

    ResponderExcluir
  90. Ola tudo bem? Meu chamo priscilla
    No meu caso é um pouco diferente. Namoro a pouco mais de 2 anos e faz um mês que meu namorado esta com uma ferida da glande e ontem, após fazer alguns exames de sangue descobriu que gem herpes genital. Confesso que apesar de nao ter visto nada sobre o assunto, me assustei um pouco e depois que desligamos o telefone comecei a busca por informações sobre a doença e ja mandei email para minha ginecologista pedindo p fazer o exame. Quanto ao fato de termos que fazer relação com preservativo, acredito que nao sera tao ruim, pois na maioria dad vezed já utilizavamos. Mas em outros momentos, ou durante um curto período optavamos por nao usar. Mas minha maior preocupação está sendo em como ajudar emocionalmente meu namorado. Ele está se sentindo um lixo, desesperado pra saber se eu tbm tenho (pq muito provavelmente possa ter pego dele, se positivo), com vontade de se isolar do mundo e cogitou a possibilidade de terminar nosso namoro, pois nao quer destruir minja vida. Ontem ele falou em dois momentos que o melhor a fazer é ficar sozinho por um tempo e quer me deixar livre para que eu possa conhecer outra pessoa saudável.
    Nao sei o que dizer a ele neste momento, tanto em relacao a esse medo, vergonha , vontade de sumir e ate em relação ao nosso namoro. É claro que nao aceitei essa possibilidade de terminar como ele tinha falado, mas é no sentido de dizer a ele que eu estou aqui e quero enfrentar e ajudar de qualquer forma. Acho que até agora, umas das melhores coisas em menos de 24 h da notícia foi ter encontrado esse blog e ver como as pessoas estao se sentindo igual a ele. E tentsr entender mesmo um pouco sobre isso.

    ResponderExcluir
  91. Boa tarde pessoal,

    fui diagnosticada com herpes genital a 2 dias, uma das piores dores que já senti. A contaminação aconteceu devido ao rompimento do preservativo... infelizmente o parceiro estava contaminado com o vírus e não sabia. Estou preocupada devido a minha família ter histórico de imunidade baixa e estar em um período decisivo para minha vida. Li que algumas pessoas tem surtos periódicos, gostaria de saber se vocês tomaram algum medicamento para ajudar no sistema imunológico e na questão menstrual se é indicado fazer o uso contínuo de anticoncepcional.
    Com relação aos relacionamentos, é muito difícil a aceitação do parceiro? Alguém teve sucesso com algum parceiro não portador do vírus?
    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  92. Axo q estou com herpes genital na região do penis, faz uns 18 dias q vem surgindo sintomas , naum sei o q faço :/

    ResponderExcluir
  93. estou em choque, não sei o que fazer, o que pensar. tenho depressão já faz uns 5 anos, tento me animar, mas é difícil. Peguei o resultado hoje de herpes tipo 2, contraí a doença com meu ex, duas semanas atrás apareceu umas bolinhas que doíam muito, desapareceu, e estou sentindo que ta voltando dnv, estou em final de período da faculdade, no inicio do período eu tava indo bem, tirando notas boas, agora só caindo, risco de perder 2 disciplinas, toda noite choro, já sabia que era herpes antes mesmo de ver o resultado do exame, minha vida nunca mais será a mesma, é difícil demais, já sou solitária, agora nao consigo disfarçar minha cara triste naquela universidade, todo dia tenho dores de cabeça, nervosismo, ataques de pânico, nao sei o que fazer, duvido mesmo que eu vá encontrar alguem que me aceite com esse virus. me sinto péssima, queria poder acordar desse pesadelo. sem falar a cara de decepção da minha mãe, me olha como se eu tivesse feito orgias, transado com vários caras numa mesma noite. queria que tivesse sido herpes labial, o genital é cruel demais, nunca mais vou conseguir me sentir bem numa transa. eu ja nao sentia, nunca faço sexo com a luz ligada, tenho muitos pelos pela barriga, bunda, até seios, mais que o normal, nao sei, as vezes dá vontade de me matar, nao tenho nenhum estímulo pra seguir em frente, nao tenho vontade de formar uma familia, ou algum sonho qualquer.. curso engenharia, é bastante dificil manter a calma cursando isso, desespero nao bate na sua porta, ele vive com você.

    ResponderExcluir
  94. Oi meu nome é Daniella tenho 20 anos, descobri a uma semana que tenho herpes genital e está sendo muito difícil! Andei procurando algumas coisas na internet sobre essa doença terrível e chorei muito ao ver os riscos que vou ter que conviver pro resto da minha vida... Tenho um relacionamento a dois meses e não sei como dizer pra ele que tenho essa doença estou muito mal por dentro e por fora tenho medo da reação dele! Não sei como vai ser às próximas crises se vão ser mais sofridas ou se vão aparecer só ano que vem, sei que tenho herpes e que ela não tem cura estou com medo é com vergonha não conheço ninguém que tem isso é nem como é... Procurei ajuda na internet e apareceu esse blog fiquei feliz em saber que existe milhares de pessoas que contraiu essa doença é tem uma vida ativa espero que um dia eu possa voltar aqui e dar um relato mais feliz! Fico pensando e me castigando a todo momento ppr ter confiado em alguém a tal ponto de não usar preservativo e essa pessoa me passar essa doença, antes desse relacionamento tive mais dois anteriores o médico me disse que não dá pra saber ao certo quem me passou pois essa doença podia estar no meu organismo a um ano ou a cinco meses a trás e só se manifestou agora será que isso realmente é verdade? Passou várias possibilidades na minha cabeça como a do meu atual namorado ter me passado também penso penso e as lágrimas escorrem, sei que vou superar essa fase e vou me cuidar pra não passar isso pra ninguém qualquer cuidado é pouco.

    ResponderExcluir
  95. Me chamo Geovana, tenho 19 anos, descobri que tenho herpes genital ontem , eu simplesmente estou arrasada. Eu tenho um parceiro sexual a cinco meses, na maioria das vezes transamos sem camisinha, mês passado tivemos uma briga e resolvemos parar de ficar , foi quando ele me disse que havia saído algumas feridas na região do seu pênis e que tinha ido no médico e o mesmo suspeitava de sífilis . Fui então até o CTA e meu teste para sífilis deu negativo. Em menos de um mês resolvemos voltar, estamos namorando agora,mas ele ainda não pegou o exame.Na madrugada de domingo para segunda eu tive muita febre, dores nas costas e ardência na área íntima,achei que fosse infecção de urina,fui até ao médico,porém na segunda a noite eu não aguentava urinar que ardia demais e senti algumas bolinhas,mas pra mim era por conta da depilação que eu havia feito. Foi quando eu comentei com meu namorado que achava que as mesmas bolinhas que tinham saído nele,havia saído em mim agora,mas eu precisava verificar primeiro, então peguei um espelho e verifiquei,fiquei em choque com o que eu vi,está extremamente horrível. Então quando foi ontem de manhã fui a ginecologista, contei sobre a suspeita de sífilis, porém meu exame já tinha dado como negativo e desde daí já comecei a ser tratada que nem lixo , ela foi extremamente grossa comigo , pediu para que eu me deitasse para ela examinar ,ela não teve um pingo de dó de mim , ainda disse que estava horrível , que eu tinha herpes e além da herpes estava com um escorrimento horrendo , foi exatamente as palavras que ela usou, eu fiquei sem reação me vesti e sentei esperando ela passar a medicação, ela não me explicou nada sobre a doença, só me passou um monte de exames de DST e a medição . Como eu não sabia nada sobre a doença pesquisei quando cheguei em casa, contei para a minha mãe, a mesma me esculachou falando que sempre pediu para que eu usasse camisinha e que eu não ligo pra minha saúde , pela segunda vez me senti mais envergonhada do que antes, comprei todos os remédios e já estou me medicando. Eu não aguento ir ao banheiro urinar , arde demais, eu não consigo sentar direito, parece que estão jogando ácido, pra piorar faltam alguns dias para eu menstruar e estou morrendo de medo , porque se agora já está difícil fazer a higienização imagine quando ficar abafado por conta do absorvente. Eu tô me sentindo um lixo , por não ter escutado a minha mãe e ter me prevenido ,tive coragem de contar só para minha mãe , meu namorado (porque ele tem que fazer o tratamento ), ele se culpa bastante, porque foi ele que me transmitiu , mas ele jura de pé junto que nunca me traiu , que só teve relação antes de mim e que também foi sem camisinha . E contei para uma amiga , mas não tivemos tempo de conversar direito. Eu tô com muita dor, eu não tenho mais fome , estou com falta de apetite, eu só durmo é toda vez que paro pra pensar as lágrimas escorrem no meu rosto ,quando eu li que não tem cura então, eu só penso em me matar , eu sou um desgosto pra minha mãe e só quero que essa dor passe . Estou morrendo de medo de passar pra alguém , eu escondo minha toalha , para que ninguém use por engano e acabe pegando , minha roupa íntima eu estou colocando separada , já estou sofrendo muito por eu ter isso , se eu souber que causei em outra pessoa então, não vou suportar . Meu namorado está abalado , mas disse que precisa ficar bem , pra me apoiar,eu não quero sentir essa dor nunca mais , eu não sei se vou aguentar passar por isso , eu quero sumir ou morrer , antes eu tivesse pego sífilis, porque pelo menos tem cura . Eu estou desolada , não sei mesmo oq fazer ....

    ResponderExcluir
  96. Oi Boa tarde! Descobri que tenho herpes genital a um mês atrás! Tive relações com meu parceiro depois de uns três dias começou a coçar e arde, fui ao médico ele examinou e disse que era herpes! No momento meu mundo caiu, aí ele passou o comprimido aciclovir e a pomada aciclovir por 10 dias. Pediu pra mim marcar uma consulta com um urologista acho que foi isso mesmo! Perguntei se era de urgência o médico falou que não.. Eu tive apenas um surto de herpes. Hoje me sinto bem e mas tranquilo, só queria saber se o herpes tanto labial tanto genital pode atrapalhar no emprego, ou de arrumar outro emprego no futuro???? E responde por favor agradeço de coração!!!

    ResponderExcluir
  97. Ola eu quero Contar minha experiencia

    ResponderExcluir
  98. Bem, parece que esse vai ser o primeiro relato de 2018. Vou dividir meu texto em várias mensagens essa é a (((PARTE 1)))
    Minha experiência é realmente muito parecida com a de vocês, mas vou detalhar bem a minha. Prometo que ao fim dessa experiência você vai se sentir melhor consigo mesm(x).
    Finalzinho do ano de 2017, nos preparativos para o réveillon, decidi ir na casa de um amigo visitá-lo pra gente conversar.
    No caminho, antes de chegar, decidi passar na casa de uma menina a qual estava tendo um relacionamento casual. Tenho 19 anos e antes de conhecer essa menina eu tinha tido apenas uma parceira sexual (sempre usamos preservativo). Com essa atual eu não esperava que fosse diferente. Sou extremamente cuidadoso com meu corpo, preocupado com os problemas da vida e as possibilidades infinitas de algo acontecer comigo ao transar sem camisinha. Estava de certa forma acostumado a transar com essa menina, mas sempre usando preservativo. O medo que assola nossa mente no sexo é principalmente ENGRAVIDAR. Vemos de forma errônea que a cobrança e a responsabilidade são carga direta relacionada a um filho, mas não pensamos em outras possibilidades de maneira tão intensa, como as doenças.
    Sugeri para a menina que ela optasse por um método contraceptivo a fim de evitar uma possível gravidez. Ela começou em novembro, fazendo, assim, 1 mês exato ao fim de dezembro, quando nos encontramos. Detalhe que quando começamos a nos relacionar, perguntei de maneira amistosa se ela tinha outros parceiros sexuais ou se já tinha feito exames pra ver se tinha alguma DST. Ela negou transar com outras pessoas além de mim e disse que havia feito exames e não tinha NADA.
    Voltando para o dia em que fui visitar meu amigo, ao chegar na casa da menina que ia me encontrar, ela me fez uma proposta: ‘’Vamos transar sem camisinha?’’. Na minha cabeça eu associei o fato de ela já ter feito os exames de DST e de ter apenas eu como parceiro sexual. Minha maior preocupação era com uma gravidez. Aceitei, fizemos. Minha primeira relação sem preservativo.
    Fui passar o réveillon na casa de um amigo depois da relação sexual em questão tive um ataque de pânico pela primeira vez, sentindo como se eu tivesse morrendo, momentos de irrealidade, taquicardia, respiração ofegante (isso não tem a ver com a Herpes em si mas eu chego lá). Já estava em um ano bem ruim, carregando um fardo que já me atormentava a um tempo e no dia do réveillon esse fardo realmente me pegou. Fiquei 3 dias após o ataque fora de mim, sentindo como se não estivesse normal ou nunca fosse voltar ao normal. Meus problemas pessoais causaram esse ataque e de certa forma imagino que isso abaixou ainda mais minha imunidade.

    ResponderExcluir
  99. (((PARTE 2)))
    Após o ataque, a partir do dia 04/01/2018, comecei a apresentar os sintomas da herpes. Ardência ao urinar e dores musculares. Inicialmente pensei que era uma infecção urinária, facilmente tratada com antibióticos. Mas tinha algo a mais. Junto com a ardência apareceram o que pareciam ser 2 pelos encravados. Fui fazer os exames e a urocultura deu negativo para a presença de bactérias. Mesmo sem visitar um médico especialista eu já sabia que era herpes.
    Assim como todos vocês tive um choque muito grande ao descobrir. Tudo isso misturado com o sentimento confuso de ter tido o primeiro ataque de pânico recentemente. Meu primeiro surto foi um dos piores possíveis. Os linfonodos da minha virilha ficaram parecendo bolas de ping-pong, super inchados e doloridos. Dores musculares pelas nádegas, posterior da coxa, quadríceps, dificuldade pra andar, dor nos pés, febre, cansaço extremo, MUITA ardência ao urinar e pra fechar com chave de ouro fluxo urinário prejudicado.
    O ataque de pânico também veio associado com uma paranoia. Comecei a associar os sintomas das dores musculares com uma possibilidade eu possuir a doença ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). Essa doença acometeu o físico Stephen Hawking e ela faz os músculos do corpo se deteriorarem com o tempo, fazendo a pessoa perder a capacidade falar e até mesmo engolir a própria saliva. Fiquei preocupado pois sabia que a faixa etária dentre os 19-23 anos era muito comum da doença se manifestar. (Você está se perguntando o porquê de eu falar disso, mas calma, eu chego lá)
    Sentindo essas dores e sentindo como se minha vida estivesse acabando minha paraonia me fez tomar a decisão de sair, correr, me exercitar, treinar, fazer algo. Eu precisava me sentir vivo. Vi que meus sintomas em nada estavam associados com a ELA, mas apenas com a herpes.
    Percebi o quão bobo estava sendo por me preocupar tanto com a herpes sendo que existem doenças que impedem as pessoas de aproveitar o mundo como ele é. Doenças que surgem no meio da vida das pessoas e tiram delas a capacidade de falar. Doenças que surgem no meio da vida das pessoas e tiram delas a capacidade de VIVER. Em um momento de paranoia, causado também pela minha síndrome do pânico, pensei que tivesse algo muito mais grave, mas quando cai na real, eu pensei: ‘’Putz, é só herpes?’’

    ResponderExcluir
  100. (((PARTE 3)))
    A primeira coisa que vem à nossa cabeça quando sabemos que temos uma DST é: ‘’CARALHO, AGORA NUNCA MAIS VOU ME RELACIONAR COM UMA PESSOA DA MESMA FORMA E MINHA VIDA VAI SER COMPLETAMENTE DIFERENTE. Dificilmente alguém vai me aceitar do jeito que sou blablabla’’. Essa é a resposta imediata da nossa mente. O medo e a falta de informação sobre a doença geram o desespero. O desespero faz você criar monstros que nem existem de verdade. A questão em torno dessa doença é que você tem que a ver quase como um aviso ou aprendizado. É como se fosse um probleminha de pele que aparece mais comumente no rosto, mas também aparece na área genital. O grande problema da doença em si nem são os sintomas e as crises. O problema é o estigma social envolvido em torno da doença. Pouco nos preocupa bolhas e ardência. Nos preocupa contar para quem amamos que temos algo ruim conosco, e que isso pode ser transmitido. Mas ei, isso realmente te faz sentir mal? Vamos pensar no seguinte. Herpes é uma doença relativamente simples, que não afeta a convivência de maneira geral. Você poderia ter sido diagnosticado com um câncer e poderia estar vivendo o último ano da sua vida. Alguém em algum lugar recebeu esse diagnóstico. O seu diagnóstico é... herpes? Sério, Herpes?
    A vida vai mudar, com certeza. Com essa mudança, vão vir novas experiências. O seu olhar vai mudar e vai projetar novos horizontes na sua mente. Os relacionamentos vão ter que ser mais verdadeiros, você precisa contar a verdade para seu/sua parceir(x). Se a pessoa realmente ama você, ela vai entender e vai te aceitar do jeito que você é. A herpes também pode ter vindo como um aviso. Existem DST’s muito piores por aí, por isso, lembre-se de NUNCA confiar em NINGUÉM e SEMPRE utilizar preservativo. Ter Herpes aumenta as chances de contrair AIDS, por exemplo.
    A doença em si não é a maior barreira. A maior barreira é sua mente. Você continua tendo a oportunidade de VIVER. Você pode conhecer novas pessoas, beijar pessoas, transar com pessoas. Alguns dados estatísticos apontam que 1 a cada 6 homens tem herpes genital. Outros apontam de 90% das pessoas do mundo tem herpes. Você não ta sozinh(x) nessa não. Eu peguei, você também mas... eaí? Vida que segue, porra. Quem vive de passado é museu.

    ResponderExcluir
  101. Descobri q tenho herpes faz um ano ,tem sido difícil pra mim desde então muito ,tenho 19 anos , quando estou sem crise tento fingir que não existe , mas quando aparec eu fico muito pra baixo afetou muito minha saúde mental,meu relacionamento com as pessoas, Eu me isolo , e tive dois parceiros. Me tornei uma pessoa amarga me sinto a pior pessoa ..
    Tenho muitas crises, sinto inveja de quem tem duas por ano ..
    Não sei pq fazer .
    Tenho tido mês,mais de uma vez .
    Sou estressada nao sei oq fazer !!
    Me ajudem !
    Quero voltar a viver normal

    ResponderExcluir
  102. Oi, então, tenho 18 anos e tenho herpes. Namoro o mesmo cara desde os meus 16 anos. Ele disse que nunca ti ha transado sem camisinha... Não sei pq confiei. Descobri isso a umas duas semanas com a primeira crise e ainda me sinto meio mal, mas fazer o que, não é mesmo? Eu realmente não sei o que fazer, só sei que ele me pediu perdão e eu disse que ta tudo bem, mas não está.

    ResponderExcluir
  103. Olá, tenho 18 anos e preciso muito da ajuda de vcs,pois acho que infelizmente peguei a doença! A uma semana atrás tive relações sexuais com o meu ex namorado,logo na semana depois começou a aparecer bolinhas feridas e que quando eu fazia xixi n podia pegar nelas que ardia pra caramba, tô com falta de apetite,to com uma dor ao lado da minha vagina que ao apertar dói,as vezes até andando eu tô sentindo. Estou desesperada,pois estou com medo de ir ao ginecologista e contar pra mamãe que devo ter isso. Estou em pânico,ja chorei muito, não sei o que fazer, a doença não tem cura, meu grande sonho ta acabando, que era de ter um filho,pois acho que n vou poder ter por medo de passar a doença para ele,mal vou poder encontrar alguém que confie em mim, e nem eu vou confiar em mim msm por medo de passar para alguém. Estou cm medo , estou sem chão, abalada!
    Me chamem pfvr : paulafdsb88@gmail.com ou 98 987115841

    ResponderExcluir
  104. Oi!! também fui diagnosticada a pouco com herpes (3 meses), e a minha ultimamente vem sendo bastante recorrente. Porém, so aparece uma ou duas ulceras no maximo e logo inicio o tratamento e elas desaparecem. Mas confesso que me sinto muuuuito mal com isso. Pois sempre fui cautelosa e nunca me relacionei com muitas pessoas,e acabei sendo infectada pelo meu ex namorado que talvez nem saiba que tem. Acredito que esteja em inicio de uma depressão, pois só tenho a Deus para conversar. Me sinto como se eu fosse uma doença, pensei nunca mais consiga me relacionar com alguém, pois não teria coragem de falar pra pessoa nem muito menos de ignorar a doença e ter relações tranquilamente.. enfim, estou arrasada!

    ResponderExcluir
  105. Oi , tenho 18 anos e acabei de descobrir que tenho herpes tipo 2 , peguei a doença do meu ex namorado , ele disse que não sabia que tinha , não comecei a tomar nada ainda , só penso em morrer , estou devastada so choro e durmo pra que eu n pense nisso não quer ver as pessoas , só queria que não fosse verdade , estou me segurando muito pra n desistir da minha vida , é um choque. Quem vai querer amar alguém que tem uma doença dessas? E as dores que são insuportáveis . Não sei oque fazer li que a tipo 2 podem dar crises que te causam voisas piores e só consigo pensar no pior. Não sei como vou viver , tanta gente que faz coisa pior é não tem a doença, fico me perguntando pq logo comigo , pq Deus deixou que acontecesse , foi uma recaída com meu ex , se eu tivesse evitado n teria acontecido.
    @wellenjfs@gmail.com conversem cmg

    ResponderExcluir
  106. Queria contar a minha experiência com o vírus da Herpes. Estava em um relacionamento e no decorrer desse período que estavamos juntos, acabei adquirindo o vírus ao qual no início apareceu umas bolhas na minha parte íntima, a princípio achei estranho mas estorei aquelas bolhas achando que poderia ser qualquer outra coisa menos Herpes(eu não poderia estar com uma doença que "não tem cura", eu tenho apenas 19 anos e ele é meu segundo namorado), foi aí que a situação ficou pior pois começou a doer muito quando urinava. Passou uns 6 dias e começou a sumir, já havia ido ao ginecologista e me receitou uma pomada para cuidar das feridas até que elas sumissem.
    Depois de uns 10 dias as bolhas voltaram, só que dessa vez eram uma ou duas.
    Só que a coisa não parou por aí, acabei contraindo o vírus nos lábios e minha boca ficou horrível, era muito visível, e não sabia o que fazer pois não iria sair de casa naquela situação. Pesquisei no google uma solução rápida e BUM, coloquei alho em cima da bolha e a situação foi de mal a pior, meus lábios ficaram queimados, a coceira piorou, a dor aumentou e só demorou ainda mais a sarar. Minha imunidade estava tão baixa que assim que estava sarando a primeira ferida apareceu mais duas em seguida.
    Só conseguia chorar e me deprimir por causa daquela situação terrível.
    Então passou uns 20 dias e as feridas já tinham sumido e minha boca apenas estava discapelando toda, e ao redor estava com as casquinhas de quando está sarando.
    Passou uma semana e não conseguir aumentar a minha imunidade, e as feridas voltaram a aparecer nas minhas partes íntimas. Só que pior do que qualquer outra vez, a cada dia aparecia uma ou duas bolhas novas e não conseguia mais ficar um dia se quer em paz, então chegou o dia da minha menstruação, o calor de Manaus, absorventes e Herpes nas partes íntimas era completamente o fim do poço para mim, então resolvir voltar a me trancar em casa, já não comia e quase não bebia água para poder conseguir controlar as idas ao banheiro. Já estava definhando e só sabia chorar e ficar deitada, pois até andar ou colocar uma peça íntima tinha se tornado uma tortura e aumentava a coceira ainda mais.
    O desespero já tinha tomado conta de mim.
    Fiz a melhor coisa que podia na minha vida, busquei o melhor médico que existe e expliquei a minha história pra ele. Contei que tinha adquirido o vírus, como tinha acontecido, expliquei a minha situação, como estava e não aguentava mais. Ele me atendeu e aceitou cuidar e me tratar, prometeu que ficaria curada ao final do tratamento, ele foi tão amoroso e atencioso comigo.
    Fiz um voto com ele e cumprir o que tinha prometido e quando cheguei ao ponto de desespero novamente, tive outra consulta, conversei com o doutor que se chama Jeová Deus, pedir que me curasse que o tratamento terminasse, abrir os meus sentimentos mais profundos ao qual até mesmo eu estava assutada em contar e isso tudo durante a noite ao qual ninguém mais poderia me ouvir (moro com os meus pais ) e depois de tantas lágrimas fui dormir. Assim que acordei me ajoelhei e orei.
    E quando fui ao banheiro, não sentia mais doer e nem aquele ardor que me deixavam desesperada. Então tomei banho e fui me examinar para ver como estava a situação daquelas feridas. E não tinha mais feridas, não havia nem se quer uma bolha, nem vestígio que um dia poderia ter tido qualquer ferida. Mulheres que tem herpes sabem o quanto demora para sarar uma ferida, quem dirá várias e ainda mais em uma região tão húmida.
    E estou aqui curada! Disse que contaria a minha experiência com esse vírus maldito e foi o que fiz.
    Espero que vocês também façam uma consulta com o meu médico, tenho certeza que teram o melhor resultado e sem precisar tomar nenhum remédio assim como eu. E espero que possam contar o resultado aqui tbm.
    Fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  107. Descobri que tenho herpes não é fácil. Senti muita tristeza e angústia com o diagnóstico. Estava separado e fiquei com duas pessoas. Na primeira pessoa que me envolvi não apresentei nenhum sintoma, mas durante a segunda pessoa apareceu uma pequena ferida que ardia um pouco, isso depois de me relacionar várias vezes com ela. Eu iniciava sem camisinha e, logo em seguida , colocava o preservativo. Acredito que isso tenha causada a contaminação pelo vírus. Comuniquei a sobre o que tinha acontecido, ela simplesmente disse que não tinha nada , não sentia coisa alguma e que poderia ter sido da minha ex. As vezes fico em dúvida de quem contrai essa doença. Pedi a ela que fizesse exame para saber se ela era portadora e não apresentava sintomas, mas ela não fez. Quando eu estava com a minha ex, durante casado, ela apresentou dores durante a relação sexual. Alguns dias depois relatou que estava com corrimento e com a vagina empolada , que não conseguia nem sentar direito.nao sei se era herpes. Tudo isso me coloca dúvida na minha cabeça de que contrai isso, uma vez que o vírus fica latente no organismo. Posso ter pego anos atrás e nem saber.

    ResponderExcluir
  108. Bom dia. Fui diagnosticado com herpes genital há cerca de quatro meses. No início pesquisei bastante sobre a infecção na internet e encontrei coisas bastante desagradáveis, muitas delas sensacionalistas, o que me fez praticamente ficar sem chão. Com isso, resolvi buscar informações mais fundamentadas através da leitura de artigos internacionais e livros de infectologia. Estou criando um blog para a divulgação de informações factíveis sobre a doença. Adianto para vocês que as pesquisas estão se intensificando e as noticias tendem a serem boas. Irei postar sempre que puder no blog. O endereço é https://vivendocomherpesgenital.blogspot.com/. Quanto mais se conhece um problema mais fácil é lidar com ele. Qualquer coisa, podem entrar em contato comigo através do email vivendocomherpesgenital@gmail.com. Vamos resistir!

    ResponderExcluir